Palace Hotel - Caxambu

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Fábrica Águas Minerais de Caxambu / MG
Visita à famosa Fábrica de Águas Minerais de Caxambu / MG, cidade conhecida por suas fontes de águas minerais.


Vídeo postado porPonto Terra 
Ponto Terra
Liberdade de organização sindical e mobilização: conheça o seu direito


Quando iniciamos o processo de mobilização dos trabalhadores em educação da rede estadual - como também de diversas outras categorias - sempre surgem relatos de perseguição por parte dos governos e da patronal contra os trabalhadores, como forma de oprimir e reprimir qualquer ação que questione o status quo. O medo é a arma dos opressores.

No entanto, os trabalhadores tem o direito à livre organização sindical, dentro e fora do local de trabalho, como também à ações de mobilização, como atividades e greve. Tudo isso previsto no artigo 9º da Constituição Federal de 1988, além de outras leis (como a Lei 7.783/89) que garantem esse direito.


Além disso, qualquer tentativa de ataque por parte da patronal contra uma mobilização é considerado, não apenas como assédio moral ou atitude inconstitucional, mas principalmente como crime, previsto no Código Penal:


Art. 199 do Código Penal
“Constranger alguém mediante violência ou grave ameaça, a participar ou deixar de participar ou deixar de participar de determinado sindicato ou associação profissional:
Pena: detenção de um mês a um ano, e multa, além da pena correspondente à violência.” (CP, p. 84)


Por isso, fique atento a qualquer tipo de ação que coíbe seu direito de se organizar enquanto classe. Denuncie. UNIDOS, SOMOS MUITO MAIS FORTES!

Banco indenizará gerente que desenvolveu depressão psicótica por pressões no trabalho

A ação foi ajuizada pela companheira do bancário. Na condição de curadora, ela pediu indenização de R$ 1,5 milhão e pensão mensal vitalícia com base no último salário, R$ 7 mil.

Um bancário internado em clínica psiquiátrica após tentativas de suicídio, em decorrência das fortes pressões e cobranças no trabalho, receberá indenização de R$ 30 mil por dano moral. O valor da indenização, anteriormente fixado em R$ 150 mil, foi ajustado pela Oitava Turma do Tribunal Superior do Trabalho, que acolheu recurso do Itaú Unibanco S/A.

Para o relator do recurso na Turma, ministro Márcio Eurico Vitral Amaro, ficou comprovado que, mesmo se admitindo a responsabilidade do banco ao impor "demasiada pressão e cobrança a quem não tinha condições de recebê-las", a culpa deve ser mitigada pela constatação de que as exigências e pressões eram inerentes ao cargo do bancário.

A ação foi ajuizada pela companheira do bancário. Na condição de curadora, ela pediu indenização de R$ 1,5 milhão e pensão mensal vitalícia com base no último salário, R$ 7 mil.

Conforme relatou, ele começou sua carreira em 1985 no antigo Banco Nacional S/A, posteriormente vendido ao Unibanco. À frente da agência de Monte Sião (MG), destacou-se como um dos melhores gerentes em nível nacional e chegou a receber prêmio pela gestão de alto desempenho.

Ainda de acordo com a inicial da reclamação trabalhista, tal desempenho, porém, passou a afetar sua saúde: com a excessiva jornada de trabalho, alimentava-se fora do horário e sofria cobranças dos supervisores para manter as metas de vendas sempre altas. Aos 33 anos de idade e 15 no banco, o gerente passou a ter diversos problemas de saúde até ser diagnosticado com depressão e considerado inapto para o trabalho.

Afastado pelo INSS em 2006, o bancário tentou suicídio várias vezes e foi internado em clínica psiquiátrica. Com o quadro progressivamente se agravando e sem condições de responder por seus atos, a companheira e curadora requereu sua interdição judicial. A perícia concluiu pela incapacidade total com tendência irreversível, classificando a doença como "depressão com nível psicótico acentuado e ideação suicida".

Dano moral

Os pedidos da curadora foram deferidos pelo juiz da Vara do Trabalho de Caxambu (MG) nos valores requeridos. O magistrado convenceu-se dos prejuízos devastadores na vida do bancário após examinar prova documental, testemunhal e técnica. O valor da indenização, porém, foi reduzido para R$ 150 mil pelo Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (MG). A avaliação foi de que, embora comprovada a culpa do banco para a consolidação da doença mental, o valor da sentença foi excessivo.

Insatisfeito, o banco interpôs recurso ao TST visando nova redução da condenação. Em decisão unânime, a Oitava Turma acolheu o recurso e reduziu o valor para R$ 30 mil. "Ocorre que também o valor fixado pelo Regional afigura-se, à luz dos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, e ainda em faze do tratamento que a jurisprudência do TST vem dispensando à matéria, bastante elevado", afirmou o relator. Ele observou ainda que, de acordo com os autos, as próprias condições pessoais do trabalhador, "já predisposto à enfermidade aos poucos manifestada", exerceram influência preponderante para sua incapacitação para o trabalho.

Da decisão cabe recurso à Subseção 1 Especializada em Dissídios Individuais do Tribunal (SDI-1).


Veja também EXAME
Nova atração no lago do Parque? Camping?

#soquenão

Compartilhado por


quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

VEREADOR PEDE REVISÃO ANUAL DOS VENCIMENTOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS

Blog do Vereador Fábio Curi

Vereador Fábio Curi fez importante indicação junto ao Executivo sobre a revisão geral anual dos vencimentos dos servidores públicos municipais.


Indicação nº 5/2014





Vídeo do Giro - Banda Transmissor
(Giro do Wal)




Foi paixão a primeira vista no 17 º Festival de Cinema de Tiradentes pela Banda Transmissor, com um som envolvente que mistura pop e rock, a banda de Belo Horizonte encanta com suas músicas. Está é a ótima dica do Vídeo do Giro!

Veja mais
Garota do Blog
(Giro do Wal)

Tais da Silveira Castro Grutzmamm


Nome - Tais da Silveira Castro Grutzmamm
Idade - 17 Anos
Natural - Caxambu
Instagram- @tatagrutmann
Profissão - Modelo, estudante e atleta
Fotografias - Rick da Silva
Títulos - Miss EERMA 2013









Veja mais fotos e o ensaio completo
Acesse o Giro do Wal:
Novos Cursos Profissionalizantes


Atenção você que tem mais de 16 anos!
Estão abertas as inscrições para 4 novos cursos profissionalizantes do Pronatec em Baependi, nas seguintes áreas: Auxiliar Administrativo, Vendedor, Cuidador de Idosos e Operador de Supermercados.

Os cursos são gratuitos e serão executados pelo Senac e pelo Instituto Federal do Sul de Minas.
As aulas acontecerão a partir de março, no período noturno.
Faça sua inscrição no CRAS ou no Departamento de Assistência Social até o dia 14 de fevereiro.
Informações: 3343-1322 ou 3343-2819




PREFEITURA MUNICIPAL DE BAEPENDI
Rede municipal volta às aulas com inauguração de escola
A nova escola foi construída para atender a demanda daquela região que compreende os bairros Vila Carneiro, Vila Nova, Paraíso, Sonda, Jardim Serrano e Jardim das Estâncias.

As aulas nas escolas da rede municipal começam na terça-feira (28). Nesse ano o município está ampliando a oferta de educação infantil com a criação de mais dez turmas, que atenderão do maternal ao segundo período. Elas funcionarão na nova sede da Escola Municipal Frei Osmar Dirks, construída próxima ao Centro Municipal de Educação Infantil Professora Cida Costa, na antiga sede da AABB.
A nova escola foi construída para atender a demanda daquela região que compreende os bairros Vila Carneiro, Vila Nova, Paraíso, Sonda, Jardim Serrano e Jardim das Estâncias. Ela atenderá alunos do ensino infantil e fundamental, portanto até o quinto ano. Por enquanto, como foi feita somente a primeira etapa, funcionarão dez turmas. Com a conclusão da segunda etapa, mais dez turmas serão iniciadas, provavelmente no início de 2015.

Representantes de escola: passo fundamental para um sindicato democrático e participativo



O "Conselho de Representantes de Escola" de nossa subsede é um importante instrumento de participação democrática, construção coletiva e controle social de nosso sindicato.
Por isso convidamos todos os professores/trabalhadores em educação das escolas de nossa região (que abarca a subsede Caxambu) para eleger seus representantes para o conselho. É um representante por turno (matutino, vespertino, noturno). Basta realizar a eleição em sua escola e encaminhar a ata para a nossa subsede ou entregar a um de nossos diretores sindicais quando estes forem em sua escola.
Para se candidatar, o servidor precisa ser filiado ao Sind-UTE/MG ou filiar-se na primeira reunião do conselho. Para votar, todos os trabalhadores da escola - filiado ou não - podem participar.
Modelo de ata para eleição de representantes. Salve essa imagem e imprima em folha A4.

UNIDOS, SOMOS MUITO MAIS FORTES!

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Homens presos ao instalar dispositivo em caixa eletrônico

Dois homens de 36 e 39 anos foram presos em flagrante no último sábado dentro de uma agência bancária em Santa Rita do Sapucaí depois de terem sido flagrados instalando um dispositivo em um dos caixas eletrônicos e afixando um aparelho telefônico na parede.
A perícia técnica confirmou haver a presença de um objeto que não liberava os cartões quando inseridos na máquina e que o equipamento telefônico não era do estabelecimento bancário. Ele provavelmente seria usado para fazer a comunicação com os clientes que tivessem seus cartões presos na máquina. Antes da prisão e retirada dos equipamentos, um cliente chegou a usar um dos caixas eletrônicos, e o cartão eletrônico dele ficou preso.




Os dois homens foram levados junto com um carro e o material apreendido para a Delegacia de Santa Rita do Sapucaí.





Dicas de segurança

A 17ª Região de Polícia Militar dá dicas para clientes bancários evitarem ser vítimas de crimes como esse
-Verificar se existe alguma violação no caixa eletrônico;
-Acionar a PM quando constatar que o cartão ficou preso e o banco não estiver em horário de funcionamento;
-Sempre verificar se existe algum objeto impedindo que a porta do estabelecimento bancário feche;
-Verificar pessoas estranhas rondando o caixa; não pedir ajuda a estranhos e a qualquer suspeita acionar a PM.


Assessoria de Comunicação Organizacional da 17ª RPM

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Veja o pronunciamento do Vereador Fábio Curi:

Grande Expediente – Sessão Ordinária de 27/01/2014

Exmo. Senhor Presidente, nobres colegas,
Volto a comentar, reivindicar e cobrar uma solução urgente para a questão do nosso hospital, pois além de não estarmos mais realizando partos de futuros caxambuenses, estamos à mercê de outros hospitais, de outras cidades para ajudar a saúde pública dos caxambuenses, ou seja, dependemos de outras administrações  para fazer o que essa não esta fazendo, que é a obrigação de cuidar do cidadão, de zelar pela sua saúde, de cuidar da vida dos munícipes, porque é triste ver que aqueles que mais dependem da administração pública para cuidar de sua saúde tenham que sair da cidade para se cuidar. Por mais que Baependi, São Lourenço ou qualquer outra cidade que o paciente estiver indo, por mais perto que seja, em algumas situações pode não dar tempo, e quando as ambulâncias estiverem ocupadas e não houver transporte adequado para levar o paciente, ou um taxi e ônibus para ir visitar os internados em outras cidades? Até quando temos que lutar e cobrar, que é o nosso papel de vereador – para que o cidadão tenha uma saúde digna e um sistema de saúde publica de qualidade! É inadmissível ver o que acontece com nosso hospital hoje em dia, e o “tic-tac” da saúde do ser humano é mais rápido do que o relógio. Com saúde não se brinca, muito menos com as dos outros! É importante que essa casa cobre a volta das atividades do hospital, que cobre para celeridade dos investimentos prometidos pelo estado. Que cobre a rapidez da burocracia. Estamos aqui representando o povo e não podemos abandoná-los! A saúde pública do nosso município esta uma vergonha e precisa que as promessas sejam cumpridas!
Bom, outro assunto importante é a questão da entrada do Parque das Águas. No começo de 2012, o Executivo enviou um projeto de lei para adequar os preços dos serviços do Parque como o pedalinho, piscina, quadra de tênis, etc… Na oportunidade, fui autor de duas emendas, uma que concedia desconto para a população todos os dias e outra para que essa casa recebesse mensalmente o balanço de receitas e despesas, o que não esta acontecendo. Dito isso, é preocupante você estabelecer horários para o cidadão entrar no Parque. É preciso voltar com a carteirinha do Parque para os caxambuenses! Pagamos muitos impostos e o Parque deve ser um direito da população! Deve ser um lugar convidativo, que atraia o caxambuense para se tratar, tomar água e praticar esportes. Pagamos o IPTU em dia, e hoje você pergunta ao caxambuense qual o maior patrimônio da cidade, e ele responde: “o Parque das Águas”! Mas ele é seu caxambuense! Como pode o caxambuense não poder usufruir de seu maior patrimônio? É um absurdo o que estão fazendo com os tenistas de nossa cidade! Um aluguel muito caro para jogar, e, além disso, o horário disponível é só até às 17h, porque o funcionário do portão lateral vai embora, com justiça claro, pois cumpriu seu horário. Mas é sabido que essa gestão não paga hora extra, que é um direito do funcionário público. É preciso tratar o funcionário público com mais respeito! Quero pedir que esta casa envie um oficio ao diretor do Parque das Águas para que a lei seja cumprida, e que informe a receita à camara mensalmente. Queremos e devemos saber pra onde esse dinheiro vai!
O vereador Clóvis Almeida me antecipou, muito bem feito e esclarecido, sobre o transporte para os estudantes universitários que cursam em outras cidades. Eu também fiz questão de incluir essa dotação orçamentaria. Sou estudante também e sei as dificuldades de manter os estudos financeiramente em dia. As mensalidades são caras, condução alguns não têm condições de pagar, fora o lanche, material livros e muito outras coisas que o estudante precisar pagar. Essa ajuda da prefeitura com condução é essencial e indispensável para a formação educacional dos jovens caxambuenses. É preciso resolver rápido essa questão, pois as aulas começam em fevereiro. Vamos dar auxilio a essas pessoas que querem estudar, mas que precisam dessa condução, dessa ajuda da administração pública.
Tenham todos uma boa noite!
 Vereador Fábio Curi

PROGRAMAÇÃO DE EVENTOS - FEVEREIRO 2014
Prefeitura Municipal de São Lourenço - MG



MOTOS
Dia 1º

Às 10h, no centro da cidade, desfile de motociclistas do Grupo PHD (Proprietários de Harley Davidson). Inserido nas atividades do "Café com Leite na Estrada", faz parte do encontro motociclístico, com integrantes de todo país.


ENTARDECER COM AS GARÇAS
Dia 15

A partir das 18h30min, no Parque das Águas, mais um momento de contemplação da natureza, com fundo musical e revoada das garças sobre o lago. Um espetáculo emocionante, para encher os olhos e acalentar a alma.

EXPOSIÇÃO
De 18 a 28

Das 9h às 18h, na sala de eventos da Secretaria Municipal de Educação. 
Fotos e artigos sobre o Carnaval de Todos os Tempos retratam a alegria de moradores e visitantes. Rua Aristotelina Bittencourt, 99, bairro Santa Terezinha.


EUBIOSE
Dia 22

Das 7h às 14h, no Parque Municipal Ilha Antônio Dutra, como parte das atividades da sua 66ª Convenção Internacional, a Sociedade Brasileira de Eubiose promove competições de handebol, futsal, voleibol e xadrez, com equipes regionais.


BLOCO DO PIJAMA
DIA 28

A partir das 20h, no Parque Municipal Ilha Antônio Dutra, concentração para o desfile pelas ruas centrais, abrindo oficialmente o Carnaval de São Lourenço, com saída às 23h, retornando para a Mega Tenda, na Ilha.

INFORMAÇÕES SECTUR: (35) 3332-4490




MAQUIAGEM COM A ATRIZ KAREN JUNQUEIRA

(Grandi Dicas)


Vocês já viram que atriz Karen Junqueira manda super bem na cozinha, não? Menina prendada mesmo... e para quem ainda não viu, vale a pena conferir a super lasanha light que ela ensinou para o Grandi Dicas.
(http://grandidicas.com/lasanha-light-...)



Nossa mineirinha de Caxambu estreou na telinha em 2006, mas antes disso sempre trabalhou como modelo e aprendeu muitos truques de maquiagem, que hoje virou seu hobby.
A Karen é daquelas que faz maquiagem nas amigas, e acho que minha paixão começou por influência dela.
Eu me lembro que um dia estávamos jantando em um restaurante japonês, super descontraídas, e surgiu a oportunidade de irmos à um show! A Karen pegou minha bolsinha de make, usou meu batom (o Rebel da Mac) como sombra, e em 10 minutos fez um "make" incrível . Tenho até foto desse dia para mostrar para vocês. 

O batom é meio roxo, sabe? E não é que fez um efeito legal como sombra!?
Aproveitei e convidei nossa mineirinha para dar suas dicas de maquiagem para o Grandi Dicas ;)

Aperta o play que está imperdível!

Beijos,
Wan.


http://grandidicas.com/lasanha-light-da-atriz-karen-junqueira

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Fé movimenta economias de municípios de MG que fazem da religiosidade alternativa de renda

A fé movimenta as economias de municípios mineiros que fizeram da religiosidade dos visitantes alternativa de geração de emprego e renda. Desde que foi beatificada, em maio do ano passado, Nhá Chica transformou Baependi, no Sul de Minas, em um dos destinos mais procurados, que congrega romeiros e turistas em visita às vizinhas Caxambu e São Lourenço, municípios do Circuito das Águas. Embora Baependi já atraísse seguidores da beata, o movimento cresceu significativamente com o reconhecimento do Vaticano. Segundo o secretário municipal de Turismo e Meio Ambiente, Felipe Condé, o universo de visitantes saiu de 500 para 1,5 mil nos fins de semana, um aumento de 200%.

Com o avanço e o maior interesse dos religiosos de conhecer a história e a cidade onde a beata viveu, o artesanato prosperou. “Um terço da população (de 18,5 mil habitantes) tem no artesanato a sua renda principal e se apropriou da arte temática que leva a imagem de Nhá Chica”, conta Condé. A feira de artesãos, que antes contava com 20 expositores, hoje reúne 40 e tem fila de espera. Os visitantes fortaleceram a economia local, que recebeu investimentos em cinco restaurantes em menos de um ano, além de empresas prestadoras de serviços de transportes.

Já Leandro Ferreira, no Centro-Oeste de Minas, onde foi enterrado o corpo de Padre Libério, falecido em 21 de dezembro de 1980, é considerada a cidade da fé, como anuncia a placa na entrada da cidade. A data de nascimento do vigário, em 30 de junho, é a mais procurada por romeiros. A população aguarda que ele seja beatificado. Mesmo sem o reconhecimento do Vaticano, os devotos do padre lotam a cidade, que chega a receber 10 mil visitantes em caminhadas e cavalgadas. Restaurantes e todo o comércio se beneficiam. Imagens e artigos religiosos, como quadros, broches e terços que levam a imagem de Padre Libério, são, também, bastante procurados.


A vendedora do Museu de Padre Libério Ana Antônio Teixeira, que foi batizada pelo religioso, vive da renda proveniente das vendas de camisas com a imagem do padre estampada a R$ 25. Ela afirma que a memória dele ajuda a movimentar a economia do município. “A fé nele é muito grande e garante as vendas”, diz. O comércio de imagens de Padre Libério também contribui para o sustento da família da feirante Marinete Gomes Julião, que saiu de Rondônia há três anos e se casou com um morador da região. “As imagens são as lembranças que mais vendo. Elas vêm de Aparecida (SP) e custam de R$ 10 a R$ 25”, conta.


Em Baependi, os artesão têm no portfólio produtos para todos os gostos e bolsos e os preços das peças variam de R$ 2, por panos de prato, a R$ 80, os estandartes feitos a mão. Já as peças de tapeçaria são vendidas entre R$ 80 e R$ 150. A cidade, que até 2008 tinha como força motriz de sua receita o beneficiamento da pedra são tomé, viu no turismo religioso a oportunidade de diversificar suas atividades. “A beatificação trouxe ânimo à economia e incentivou pequenas indústrias caseiras de imagens e de artesanato”, diz o secretário Felipe Condé. O tíquete médio de compras dos romeiros é estimado em R$ 25 por dia e os gastos dos demais turistas são calculados em R$ 106, na média, por dia.


Maria José Rocha de Abreu Salomé, presidente da Associação dos Produtores Artesanais de Baependi (Apab), lembra o avanço na qualidade dos produtos promovido pela demanda dos visitantes. “Antes, tínhamos dificuldade de trabalhar de forma associada e demorou muito para fortalecer esse segmento. Com o foco em Nhá Chica, conseguimos qualificar o nosso trabalho e profissionalizar os artesãos”, comenta.

Por

Carolina Mansur
Paulo Henrique Lobato

Estado de Minas

sábado, 25 de janeiro de 2014

Isso é Caxambu
Uma terra realmente abençoada: imagens dignas de um quadro



Céu de Caxambu há pouco, só aqui vejo essas coisas....Muito lindo

Fotos compartilhadas por
17ªRPM forma policiais em Curso de Controle de Distúrbios

 Nesta sexta-feira, 24 de janeiro, 22 policiais militares  das 17ª e 18ª Região de Polícia Militar se formaram no Curso de Controle de Distúrbios-Módulo  Copa. A formatura, realizada no 20º Batalhão de Polícia Militar, marca o fim de uma semana intensa de aulas ministradas por policiais professores do Batalhão de Eventos de Belo Horizonte. O treinamento tem por objetivo habilitar e capacitar militares para as missões específicas de unidade de choque, como controle de distúrbios e policiamento em eventos.

 
Autoridades
 
Estiveram presentes o Comandante da 17ª Região de Polícia Militar  Cel WagnerMuttiTavares; o Comandante do 56º Batalhão de Polícia Militar; Ten Cel Alexandre Nocelli, O Comandante do 57º Batalhão de Polícia Militar; Ten Cel Paulo Valério Júnior, o Comandante da 27ª Cia PM Independente Ten Cel Robson Franco;  o Ten Cel Alexandre José da Silva, que representou o Comandante da 18ª RPM, Edilson Ivair Costa; o Comandante da 17ª Cia PM Independente de Meio Ambiente e Trânsito Major Oterson Luis Nocelli .
 
17ª Cia de Missões Especiais
 
A motivação principal para a vinda do curso foi a criação da 17ª Cia de Missões Especiais, na  17ª Região de Polícia Militar, como explica o Comandante da 17ª RPM, Cel Wagner Mutti Tavares. “Uma Cia de Missões especiais prevê dentro de sua estrutura, um pelotão de choque, que atua diretamente no controle de distúrbios em eventos especiais, então queremos capacitar nossa tropa para fazer frente a eventos em que haja essa necessidade.” 
O Comandante planeja trazer mais capacitação para a tropa. , “Este é o primeiro curso que encerramos e é o primeiro de muitos que esperamos realizar na 17ª RPM. Capacitaremos outros profissionais para que possamos fazer frente à criminalidade.”, finalizou
 
 
Jornada
 
Com duração de 66 horas, o curso  passou, através de teoria e prática, noções históricas de Operações de Choque, Técnica, Tática e Legislação Aplicadas às Operações de Controle de Distúrbios, Defesa Pessoal, Instrumentos de Menor Potencial Ofensivo, Treinamento Físico de Choque e Policiamento de Eventos.
 O coordenador do curso, Ten Pery, do Batalhão de Eventos de Belo Horizonte, elogiou os formandos. “Eu tenho certeza que hoje temos homens cursados na avaliação de controle de distúrbios para avaliar no que for necessário a 17ª e a 18ª Regiões de Polícia Militar. Temos convicção de que esses militares estão em condições de operar em manifestações. Nós os preparamos para as manifestações legais e vamos para garantir esses direitos. Caso essas pessoas não façam jus a esses direitos , nós também estamos em condições de manter a ordem pública.” Afirmou.
 
Ele se destacou
 
Entre os alunos, o Sgt Patrick Michel Silva se destacou pelo desempenho. Ele foi considerado o 1º aluno da turma. “Tive foco de cumprir a missão e também resiliência para superar todos os obstáculos e a força de vontade de toda tropa unida me ajudou.”, disse o sargento, que trabalha no 56º Batalhão de Polícia Militar. 
 
 
 
 
Hora de comemorar
 
Ao fim da solenidade, os recém formados no Curso de Controle de Distúrbios-Módulo Copa puderam receber o abraço e os cumprimentos de familiares que prestigiaram o evento.
 
Assessoria de Comunicação Organizacional da 17ª RPM
Prefeitura de Baependi lança pesquisa na internet para escolher melhor local para o carnaval 2014







Participe: acesse http://www.baependi.mg.gov.br/

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

17ª Mostra de Cinema de Tiradentes
(Giro do Wal)



JANELAS PARA O MUNDO

O Cinema sem Fronteiras inaugura sua temporada em 2014 apresentando o maior evento do cinema brasileiro contemporâneo – a Mostra de Cinema de Tiradentes - que chega a sua 17ª edição de 24 de janeiro a 01 de fevereiro de 2014 apresentando ao público a diversidade da produção cinematográfica brasileira – uma trajetória rica e abrangente que ocupa espaço de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.
Consolidada como a maior plataforma de lançamento do cinema brasileiro independente, a Mostra de Cinema de Tiradentes inaugura o calendário audiovisual brasileiro apresentando ao público mais de 100 filmes brasileiros em pré-estreias mundiais e nacionais e, ainda, reúne todas as manifestações da arte no cenário da barroca Tiradentes. 

Veja mais informações sobre o evento
Acesse o Giro do Wal:
SINALIZAÇÃO TURÍSTICA EM BAEPENDI 





Começa a Segunda Etapa da Sinalização Turística em Baependi. Nesta fase irá contemplar área urbana e Rural, indicando cachoeiras e bairros rurais. Uma ferramenta que auxilia no aumento do fluxo de turistas e melhoria da qualidade da visitação.
Prefeitura Municipal de Baependi 

Compartilhado por
Caminhão carregado com cimento tombou hoje pela manhã na BR 354






Compartilhado por

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Vinda de atleta da seleção Brasileira campeã mundial de handebol a Caxambu
A equipe do Handebol Caxambu está bem animada com a possibilidade de trazer a cidade, Fabiana Diniz, mais conhecida como Dara. As negociações estão avançado de forma muito positiva, e a visita da atleta a Caxambu prevista para o mês de maio.

Dara Diniz - Foto Wikipédia

A Atleta Dara Diniz:
Uma das mais experientes jogadoras brasileiras, atua no handebol europeu desde 2004. Joga no espanhol Bera Bera. Trancou a faculdade de Nutrição no Brasil e faz curso de secretariado médico, na Espanha. Curte qualquer tipo de leitura, do gibi à Bíblia. Ganhou o apelido de Dara graças a uma personagem cigana da novela Explode Coração. Praticou atletismo antes de se dedicar ao handebol.Nascimento: 13 de maio de 1981 (32 anos)
Local: Guaratinguetá (SP)
Peso: 75kg
Altura: 1,81
Posição: Pivô
Clube: Hypo Nö (Áustria)


Principais resultados: tricampeã dos Jogos Pan-Americanos (Santo Domingo/2003, Rio de Janeiro/2007 e de Guadalajara/2011). Participação em cinco Mundiais - Júnior (Hungria/2001) e Adulto - Croácia /2003, França/2007, China/2009 e São Paulo/2011, quando o Brasil conquistou a melhor colocação da história com o quinto lugar. Participação nos Jogos Olímpicos de Atenas/2004, Pequim/2008 e Londres/2012, quando o Brasil conquistou o sexto lugar inédito. Tetracampeã do Pan-Americano de Seleções. Campeã do Sul-Americano da Argentina/2013. Campeã do Pan-Americano de Santo Domingo/2013. Campeã do Provident Cup, na Hungria/2013 e Campeã Mundial na Servia em 2103.


Estamos na torcida para que tudo dê certo, e a população de Caxambu tenha a oportunidade de conhecer,  estar junto, desta grande campeã brasileira

Do I9
Por Handebol Caxambu
TV Alterosa: "Troféu Joinha" vai para André Brazolin

Troféu Joinha vai para o ex-jogador de basquete que ajuda na ressocialização de detentas



Servidor público contratado sem concurso tem direito ao FGTS e adicional de insalubridade




Não se pode reconhecer o vínculo de emprego entre o servidor contratado sem a prévia aprovação em concurso e um ente público, já que o inciso II e parágrafo 2º do artigo 37 da Constituição Federal veda a contratação de pessoal pela Administração Pública sem o devido concurso público.

Entretanto, ele terá direito ao FGTS do período trabalhado, bem como às verbas de natureza salarial, incluindo o adicional de insalubridade. Com base nesse entendimento, expresso no voto da juíza convocada Martha Halfeld Furtado de Mendonça Schmidt, a 4ª Turma do TRT-MG negou provimento ao recurso da CETEC - Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais e manteve a sentença que a condenou, com responsabilidade subsidiária da Multicoop (cooperativa de trabalho de profissionais em informática), a pagar ao reclamante o FGTS e o adicional de insalubridade.


O reclamante ajuizou ação trabalhista contra o Cetec e a Multicoop, pretendendo o reconhecimento do vínculo empregatício com o primeiro, que é uma fundação pública. Ele informou que foi contratado em 1998, sendo que, a partir de junho de 2000, foi obrigado a se vincular à cooperativa de trabalho para continuar prestando serviços para o Cetec. Em 2010, teve sua Carteira de Trabalho anotada por outra fundação, mas continuou no mesmo cargo e função, sempre trabalhando nas mesmas condições e sob o mesmo comando. Em sua defesa, a fundação pública sustentou que, como tal, só pode contratar empregados mediante concurso público, o que não ocorreu no caso.


Mesmo negando o vínculo empregatício com a fundação reclamada em razão da irregularidade da contratação, o juiz de 1º Grau acolheu em parte os pedidos, condenando o Cetec, com responsabilidade subsidiária da cooperativa, a pagar ao reclamante o FGTS de todo o período trabalhado, o adicional de insalubridade, no grau médio pelo período imprescrito e a fornecer o formulário PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário).


Ao analisar o recurso interposto pela fundação, a relatora salientou que, embora o Cetec tenha negado a subordinação, a pessoalidade e o pagamento de salários ao reclamante, não negou a efetiva prestação de serviços no período de 1998 a 2010. Por seu turno, o laudo pericial demonstrou que o trabalhador prestou serviços efetivamente para a fundação, tanto que a diligência pericial foi realizada em suas instalações.


A magistrada destacou ser incontestável que o reclamante era subordinado ao Cetec. Nesse caso, diante da impossibilidade de reconhecimento de vínculo com a fundação pública, o trabalhador tem direito ao FGTS e às verbas de natureza salarial do período trabalhado, a teor da Súmula 368 do TST, inclusive o adicional de insalubridade.


No entender da relatora, o adicional de insalubridade é devido em respeito ao princípio da valorização da força de trabalho, que já foi despendida, não podendo mais ser restituída ao trabalhador, mas que foi exercida em condições insalubres e agressivas à sua saúde. É questão de atendimento a norma de ordem pública, relacionada à saúde e segurança do trabalhador, conforme disposto no inciso XXII do artigo 7º da Constituição Federal, e também na Convenção 155 da OIT, ratificada pelo Brasil.


Diante dos fatos, a Turma negou provimento ao recurso e manteve a condenação da fundação pública ao pagamento das verbas deferidas ao trabalhador.


Fonte: FESEMPRE e TRT



SINDISCAXA