Palace Hotel - Caxambu

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

TCE/MG
Primeira Câmara emite alertas administrativos a gestores municipais


A Primeira Câmara aprovou, na sessão desta terça-feira(22/09), a emissão de alertas a gestores municipais que ultrapassaram o limite de despesa total com pessoal, conforme estabelecido no artigo. 20, III, “a” e “b”, da Lei de Responsabilidade Fiscal. A proposição foi apresentada pela Conselheira Adriene Andrade por meio do assunto administrativo 958111, constituído a partir do relatório da Diretoria de Controle Externo dos Municípios do TCEMG, após análise de dados dos Relatórios de Gestão Fiscal e Resumido da Execução Orçamentária e do Comparativo das Metas Bimestrais de Arrecadação, referentes à data-base de 30 de abril de 2015, remetidos pelos gestores, via Sistema Informatizado de Apoio ao Controle Externo/ Lei de Responsabilidade Fiscal – Siace/LRF.
Lembrando que o “ato de alerta é a atuação preventiva e concomitante dos tribunais de contas” e que “o aspecto punitivo vem numa segunda etapa, em casos de reincidência ou má-fé dos agentes públicos responsáveis pela gestão”, a relatora ressaltou que, em âmbito municipal, a despesa total com pessoal não pode ultrapassar 60% da receita corrente líquida. Esse limite é repartido entre os Poderes Executivo e Legislativo, sendo 54% para o primeiro e 6% para o segundo. A Conselheira acrescentou que “a importância do alerta é possibilitar o conhecimento pelos jurisdicionados da análise da gestão fiscal realizada pelo Tribunal”, ao assinalar que é uma forma de adverti-los a tomar providências para cumprimento dos limites definidos na lei. 

Os alertas

A despesa total com pessoal posicionada na faixa de 90 a 95% dos 54% da receita corrente líquida motivaram a emissão de alerta administrativo a 33 prefeituras municipais – Alpinópolis, Aricanduva, Barão de Monte Alto, Barbacena, Betim, Campo do Meio, Campos Altos, Capelinha, Caratinga, Carmo da Mata, Cássia, Cataguases, Contagem, Coronel Fabriciano, Formiga, Governador Valadares, Ibirité, Ijaci, João Monlevade, Lavras, Leopoldina, Montes Claros, Patos de Minas, Patrocínio, Sabará, Santo Antônio do Monte, São Bento Abade, São Domingos das Dores, São Francisco, Tiros, Três Marias, Varginha e Vespasiano – e à Câmara Municipal de Catas Altas da Noruega. 
Já o Executivo dos municípios de Água Boa, Antônio Carlos, Campestre, Carmo da Cachoeira, Cláudio, Fortaleza de Minas, Guaxupé, Ibitiúra de Minas, Itaúna, Jacuí, Jordânia, Lagoa Santa, Machado, Nova Era, Nova Serrana, Paracatu, Pedro Leopoldo, Pouso Alto, Santana do Garambéu, São Sebastião do Oeste, São Sebastião do Paraíso, Serra Azul de Minas, Silvianópolis e Três Pontas, extrapolaram o limite prudencial de 95% dos 54% da receita corrente líquida. O TCEMG deu ciência aos gestores que a extrapolação desse limite prudencial acarreta as vedações relacionadas no parágrafo único do artigo 22 da Lei Complementar 101/2000.
Também as prefeituras municipais que extrapolaram o limite de 54% da receita corrente líquida com despesa de pessoal do Poder Executivo, foram alertados para que providenciem o devido ajustamento durante o corrente ano, conforme dispõe o artigo 23 da LRF. São elas: Araguari, Bias Fortes, Cachoeira da Prata, Campos Gerais, Catas Altas da Noruega, Esmeraldas, Estrela do Indaiá, Felixlândia, Guapé, Ingaí, Leandro Ferreira, Manhuaçu, Natalândia, Nova Lima, Pratinha, Ribeirão Vermelho, Santa Maria do Salto, São Miguel do Anta, São Sebastião do Anta, Timóteo, Tiradentes, Turvolândia e Unaí.
A mesma recomendação constou do alerta administrativo emitido aos 12 municípios que ultrapassaram o limite de 60% da receita corrente líquida quanto à despesa total com pessoal: Catas Altas da Noruega, Estrela do Indaiá, Felixlândia, Ingaí, Leandro Ferreira, Natalândia, Nova Lima, Ribeirão Vermelho, Santa Maria do Salto, São Miguel do Anta, Tiradentes e Unaí.
A Primeira Câmara também determinou que sejam intimados, por meio eletrônico, postal e via Central de Relacionamento ao Jurisdionado, os gestores responsáveis pelos municípios de Bias Fortes, Ingaí, Leandro Ferreira, São Miguel do Anta, Tiradentes e Unaí, a cumprirem o cronograma de redução do percentual excedente da despesa total de pessoal . O descumprimento poderá resultar em multa prevista no artigo 85, VII, da Lei Complementar nº102/2008, no bloqueio das transferências voluntárias, impossibilidade de obtenção de garantia, direta e indireta, de outro ente e não autorização para contratar operações de crédito, ressalvadas as destinadas ao refinanciamento da dívida mobiliária e as que visem à redução das despesas com pessoal, além da inserção dos dados na Matriz de Risco para priorização das ações de fiscalização in loco e o encaminhamento de informação sobre a conduta do município ao Ministério Público junto ao Tribunal.
Os gestores responsáveis por 64 municípios foram advertidos a observar, na íntegra, as normas referentes à disponibilização dos dados no SIACE/LRF e a indicarem o real valor nas dotações “Pessoal/Encargos Sociais” e/ou “Outras Despesas Correntes”, para que possa ser feito o acompanhamento do cronograma de execução mensal de desembolso. Caso a omissão persista até a data-base de 31 de dezembro de 2015, poderá ser aplicada multa ao gestor. Os municípios são: Abre Campo, Alpercata,. Araporã, Bom Jesus do Galho, Cachoeira da Prata, Campo Azul, Campos Altos, Canápolis, Cantagalo, Centralina, Claro dos Poções, Conceição da Aparecida, Conceição de Ipanema, Conselheiro Pena, Coqueiral, Corinto, Coroaci, Crisólita, Cristiano Otoni, Divino das Laranjeiras, Dores do Indaiá, Engenheiro Navarro, Estrela do Sul, Fernandes Tourinho, Ferros, Fortuna de Minas, Francisco Dumont, Fronteira dos Vales, Funilândia, Glaucilândia, Ibiaí, Ijaci, Inimutaba, Itambé do Mato Dentro, Itanhandu, Jequeri, Joaquim Felício, Lajinha, Lassance, Limeira do Oeste, Manhumirim, Maravilhas, Mathias Lobato, Nacip Raydan, Oliveira, Ouro Branco, Pains, Paraisópolis, Pequi, Poços de Caldas, Recreio, Rio Acima, Sabará, Santana de Pirapama, Santana do Paraíso, São João do Manteninha, São José da Lapa, São José da Varginha, São José do Jacuri, Sobrália, Tapira, Tupaciguara, União de Minas e Virgolândia.

Alertas e recomendações semelhantes quanto à observação das normas relativas à disponibilização dos dados no Siace/LRF, especialmente os valores da receita corrente líquida, foram emitidos a gestores responsáveis dos Poderes Executivo e Legislativo em 24 municípios: Araxá, Barão de Monte Alto, Betim, Cachoeira da Prata, Campo Belo, Campo do Meio, Catas Altas da Noruega, Caxambu, Coqueiral, Curvelo, Esmeraldas, Itabira, Janaúba, Leandro Ferreira, Natalândia, Nova Serrana, Pirapora, São José da Barra, São Sebastião do Paraíso, Serra Azul de Minas, Três Marias, Varginha, Vespasiano e Viçosa. 

O cumprimento das normas de inserção de dados no Siace/LRF, desta vez com foco no campo “observações” da tela “metas bimestrais de arrecadação” do anexo 14, as medidas para o combate à sonegação e à evasão fiscal adotadas ou a adotar, a quantidade e valores de ações ajuizadas para a cobrança da dívida ativa e a evolução do montante dos créditos tributários passíveis de cobrança administrativa, motivaram a emissão de alertas a 36 gestores municipais de Almenara, Araponga, Barão de Monte Alto, Borda da Mata, Cachoeira da Prata, Caetanópolis, Candeias, Carmo da Mata, Casa Grande, Cataguases, Claraval, Conceição das Pedras, Conquista, Córrego do Bom Jesus, Cruzeiro da Fortaleza, Esmeraldas, Estrela do Sul, Fortuna de Minas, Funilândia, Guanhães, Itambé do Mato Dentro, Leopoldina, Matias Cardoso, Medeiros, Medina, Montezuma, Poço Fundo, Ribeirão das Neves, Romaria, Rubim, São Gonçalo do Rio Abaixo, Sericita, Serra do Salitre, Taiobeiras, Três Pontas e Turvolândia.

Monitoramento

A Primeira Câmara também aprovou a proposta da Conselheira-relatora para que o cumprimento das recomendações seja acompanhado pela Diretoria de Controle Externo dos Municípios. Nas próximas datas-base, o monitoramento será feito por meio da análise dos dados remetidos pelo Siace para verificação do atendimento das determinações pelos gestores. No final do exercício financeiro, o TCEMG poderá identificar se houve município que não fez os ajustes com relação ao limite da despesa com pessoal, ainda que alertado.
Fonte: TCE/MG

Sind - UTE Caxambu e Região - Reunião de servidores da SRE Caxambu

Reunião de servidores da SRE Caxambu


Ocorreu na tarde de terça-feira (29 de setembro) no Sind-UTE/MG subsede Caxambu mais uma reunião dos servidores trabalhadores em educação da SRE Caxambu, que estão mobilizados e em luta por melhores salários e valorização profissional. O objetivo do encontro foi ouvir os informes dos dois representantes do grupo que estiveram na audiência pública na ALMG, que debateu a greve do segmento. Também se debateu os rumos do movimento e a assembleia geral que ocorrerá na quinta em BH.








Fonte: Sind - UTE Caxambu e Região

terça-feira, 29 de setembro de 2015

A Luta continua!




Estudantes lotam o plenário da Câmara para protestar contra o corte de ônibus escolar

Caxambu
Estudantes lotam o plenário da Câmara para protestar contra o corte de ônibus escolar
Manifestação realizada durante a sessão da Câmara nesta segunda-feira mobilizou alunos e professores da rede pública para protestar contra os cortes anunciados pela prefeitura de Caxambu no transporte escolar


Fotos:  Hallana Dioriio



                                                                             Fotos:  Hamurabi Rodrigues de Oliveira



Com Fotos compartilhadas Por:
Hallana Dioriio 


segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Caxambuense agraciado com premiação mundial

Caxambuense agraciado com premiação mundial



Felipe Vianna Perez, recebeu recentemente o reconhecimento mundial como "melhor contribuição criativa" pela companhia  GEMALTO  http://www.gemalto.com/  empresa que atua na área de segurança digital,  responsável pela tecnologia que desenvolve constantemente a manufatura de cartões de memória e armazenamento de dados utilizada por milhões de usuários no mundo inteiro.

Felipe é filho de nossos amigos, Pepe e Liana Gonzalez, do Palace Hotel de Caxambu. 

Parabéns Felipe! 
Essa premiação representa um motivo de orgulho para todos os caxambuenses.
Tenho certeza de que virão muitas novas conquistas.

domingo, 27 de setembro de 2015

Política e cidadania - CORRUPÇÃO O MAL QUE ASSOLA O BRASIL DESDE A ÉPOCA DO IMPÉRIO!

Política e cidadania
CORRUPÇÃO: O MAL QUE ASSOLA O BRASIL DESDE A ÉPOCA DO IMPÉRIO!



Olá meus amigos, já se passaram alguns meses desde o início da operação Lava Jato, pois bem, o que vimos pela primeira vez, no Brasil, foi um Juiz prender corruptores, ou seja, empresários que corrompem servidores etc.. Mas, ao longo destes meses estamos vendo uma campanha pesada para desqualificar o Juiz Sérgio Moro, quando deveríamos apoiá-lo pela sua coragem e bravura em colocar na cadeia pela primeira vez no Brasil corruptores poderosos, que a meu ver aceitaram fazer parte de acordos danosos ao patrimônio público, precisamos sim, de juízes como ele. Creio que bandido é bandido, seja ele de qualquer partido e deve ser julgado e condenado pelos crimes que cometeu. Mas, ainda estamos longe do fim desta operação contra a corrupção.
Como nem tudo acontece conforme a nossa vontade, o que podemos fazer é sem dúvida alguma focarmos em algo mais próximo, vocês vão me perguntar:

_ Mas o quê?
A resposta é simples, porque não começamos a fiscalizar nossa cidade, nossos vereadores, nosso prefeito, tenho certeza que se combatermos o que estiver errado em nossa cidade, estaremos dando um grande passo para melhorar o nosso Brasil!

Bem, 2016 está se aproximando, e já foi dada a largada para as eleições, muitas reuniões na tentativa de formar grupos político. É nesta questão que devemos focar nossos olhares, no grupo, são estes que irão governar junto com o próximo prefeito, são estas pessoas que cuidarão do futuro de nossa cidade, e para termos uma cidade próspera, devemos pesquisar o passado das pessoas que são os articuladores dos prefeitáveis, na maioria das vezes, estes ocuparão no futuro cargos de extrema importância na administração, e se queremos uma cidade descente devemos colocar a frente pessoas integras de passado limpo, pois quatro anos de má gestão, serão pelo menos vinte anos de atraso. Mas, o mais importante de que tudo que foi falado acima, é necessário que sejam eleitos vereadores que realmente tenham conhecimento legislativo e que tenham compromisso com a população e não com a administração municipal, porque se o legislativo não fiscaliza, seja por omissão ou por falta de conhecimento, o resultado é péssimo para o cidadão. Vereador tem o dever constitucional de conhecer a lei e defender os interesses dos munícipes e não o seu interesse pessoal.


Um homem não pode fazer o certo numa área da vida, enquanto está ocupado em fazer o errado em outra. A vida é um todo indivisível.



Guilherme Pereira

Fonte: Política e Cidadania
http://politica-cidadania.blogspot.com.br/2015/09/corrupcao-o-mal-que-assola-o-brasil.html?spref=fb
Ônibus Escolar
Ladeira abaixo, sem freio nem direção

Em Defesa do Transporte Escolar


sábado, 26 de setembro de 2015

Reveillon Imperdível em Caxambu, com a B’nai B’rith

Reveillon Imperdível em Caxambu, com a B’nai B’rith


Estudantes já se mobilizam para lutar contra o corte do transporte escolar.

ASSEMBLEIA DOS ESTUDANTES (NOTURNO) NO POLIVALENTE



Agora há pouco (noite de 25 de setembro), o Grêmio Estudantil Gep Polivalente realizou a assembleia dos estudantes do noturno (EJA e Magistério), com o objetivo de explicar aos colegas a intenção da prefeitura em retirar o transporte coletivo das escolas estaduais de Caxambu, além de mobilizar os estudantes para a campanha contra a retirada desse direito. Os estudantes deliberaram por realizar um ato na segunda-feira, às 19 horas, na Câmara Municipal.

Na segunda de manhã, o Grêmio realizará nova assembleia de estudantes, desta vez no período da manhã, para mobilizar e deliberar os próximos passos do movimento.

Somente a luta muda a vida! Unidos, somos muito mais fortes!

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Assembleia Geral Dos Estudantes da Escola Polivalente



Enviado por 
Cassio Diniz

SEBRAETEC fará diagnóstico e consultoria com 30 empresas associadas ao Caxambu Convention

SEBRAETEC fará diagnóstico e consultoria com 30 empresas associadas ao Caxambu Convention


Senhores(as) Associados(as),
Informamos que o SEBRAETEC fará diagnóstico e consultoria com 30 empresas associadas ao Caxambu Convention.
Neste benefício estão incluso temas como melhor identificação de mercado, controle financeiro, layout, marketing, entre outros.
Os interessados, nos contactar no tel (35) 3341-1656, COM URGÊNCIA, até Sexta-Feira - 25.09.2015, dados cadastrais, tais como:
Nome Jurídico da Empresa
CNPJ
Endereço;
Telefone
Email
Nome do Responsável pela empresa;
CPF e
Data de Nascimento.
Você que quer melhorar os resultados para seu negócio, deve participar.
Aguardamos sua manifestação. Não perca essa oportunidade única

Caxambu - Patrimônio abandonado

Caxambu

Patrimônio abandonado



Até queria postar uma foto bonita aqui, mas fui impedido pelo descaso, falta de vontade e abandono do nosso patrimônio. ‪#‎patrimoniohistorico‬

Vinicius Paganelli em Parque das Aguas - Caxambu - MG

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Karina Pimenta, de Caxambu, estudante do Centro Educacional Genny Gomes conquistou o Primeiro Lugar

EPTV Na Escola divulga os 10 alunos finalistas do projeto no Sul de Minas
Estudantes vão receber televisor HD na cerimônia de premiação em outubro




                                    Clique sobre a imagem abaixo  para assistir ao vídeo





O EPTV Na Escola divulgou nesta quinta-feira (24) a lista de alunos finalistas do projeto em 2015. Uma comissão de jornalistas e organizadores do EPTV Na Escola selecionou as melhores redações entre as 40 semifinalistas. Todos com dez alunos finalistas ganham um televisor HD e participam da cerimônia de premiação do projeto.

CONFIRA A LISTA DOS 10 FINALISTAS DO EPTV NA ESCOLA SUL DE MINAS


Relação alunos finalistas EPTV NA ESCOLA 2015 

1º lugar: Karina Pimenta Cidade: Caxambu Escola: Centro Educacional Genny Gomes Profº: Rodrigo 
Souza 2º lugar: Vinícius José dos Santos Silva Cidade: Passos Escola: Escola Estadual Nossa Senhora da Penha Profª: Elza 

3º lugar: Melide Bueno Cidade: Monte Sião Escola: Escola Municipal Padre Reinaldo Profª: Luciana Avancini 


4º lugar: Leandra Borges Gomes Cidade: Varginha Escola: Escola Municipal Prof ª Maria Aparecida Abreu Profª: Gabriela 


5º lugar: Flávio Henrique Medeiros Bruschi Cidade: São Sebastião do Paraíso Escola: Escola Municipal Ibrantina Amaral Profª: Liria Luzia de Oliveira 


6º lugar: Alice Barbiére Amaral Cidade: Caxambu Escola: Centro Educacional Genny Gomes Profº: Rodrigo Souza 


7º lugar: Ruana Aparecida Pereira Mendes Cidade: Monsenhor Paulo Escola: Escola Estadual Padre Rogério Abdala Profª: Elisa Teixeira Carvalho Guimarães 


8º lugar: Mirian da Silva Santana Cidade: Lambari Escola: Escola Estadual João de Almeida Lisboa Profª: Luciana Leite de Souza 


9º lugar: Taísa Aparecida Rodrigues Cidade: Nova Resende Escola: Escola Estadual Padre Luiz Moreno Profº: Jaime Madeira 


10º lugar: Lucas Lemes da Silva Cidade: Sapucaí Mirim Escola: Escola Municipal Major João Pereira Profª: Daniane Santos


Em outubro acontece a produção das reportagens dos dez finalistas nas respectivas cidades dos alunos. No dia 22 acontece a solenidade de premiação onde será revelado o primeiro colocado que conquista, para seu professor, um Tablet com TV digital e HDM e para sua escola um aparelho de Data Show. Fique ligado!




Fonte: EPTV 
http://redeglobo.globo.com/sp/eptv/eptv-na-escola-sul-de-minas/noticia/2015/09/eptv-na-escola-divulga-os-10-alunos-finalistas-do-projeto-no-sul-de-minas.html
NO QUE É MEU NINGUÉM TASCA!
Por José Celestino Teixeira 


Os recentes acontecimentos políticos que ocupam páginas dos principais jornais, revistas e imagens na TV, nos dão conta de que houve uma ruptura entre o Poder Político e a Nação.
Os políticos em todas as esferas (Federal, Estadual e Municipal) decretaram por suas ações e atitudes verdadeiro Divórcio com os Eleitores.
Na contramão, já que quem paga seus subsídios (salários) é o Eleitor Contribuinte.
Essa ruptura é uma verdadeira rescisão do Contrato Social, alias obra do imortal Rosseau.
“Jean Jacques Rousseau (1712-1778) foi um importante intelectual do século XVIII para se pensar na constituição de um Estado como organizador da sociedade civil assim como se conhece hoje. Para Rousseau, o homem nasceria bom, mas a sociedade o corromperia. Da mesma forma, o homem nasceria livre, mas por toda parte se encontraria acorrentado por fatores como sua própria vaidade, fruto da corrupção do coração. O indivíduo se tornaria escravo de suas necessidades e daqueles que o rodeiam, o que em certo sentido refere-se a uma preocupação constante com o mundo das aparências, do orgulho, da busca por reconhecimento e status. Mesmo assim, acreditava que seria possível se pensar numa sociedade ideal, tendo assim sua ideologia refletida na concepção da Revolução Francesa ao final do século XVIII.”
Na obra o pensador Francês conclui:
“Rosseau percebeu que a busca pelo bem-estar seria o único móvel das ações humanas e, da mesma, em determinados momentos o interesse comum poderia fazer o indivíduo contar com a assistência de seus semelhantes. Por outro lado, em outros momentos, a concorrência faria com que todos desconfiassem de todos. Dessa forma, nesse contrato social seria preciso definir a questão da igualdade entre todos, do comprometimento entre todos. Se por um lado a vontade individual diria respeito à vontade particular, a vontade do cidadão (daquele que vive em sociedade e tem consciência disso) deveria ser coletiva, deveria haver um interesse no bem comum.
Este pensador acreditava que seria preciso instituir a justiça e a paz para submeter igualmente o poderoso e o fraco, buscando a concórdia eterna entre as pessoas que viviam em sociedade. Um ponto fundamental em sua obra está na afirmação de que a propriedade privada seria a origem da desigualdade entre os homens, sendo que alguns teriam usurpado outros. A origem da propriedade privada estaria ligada à formação da sociedade civil. O homem começa a ter uma preocupação com a aparência. Na vida em sociedade, ser e parecer tornam-se duas coisas distintas. Por isso, para Rousseau, o caos teria vindo pela desigualdade, pela destruição da piedade natural e da justiça, tornando os homens maus, o que colocaria a sociedade em estado de guerra. Na formação da sociedade civil, toda a piedade cai por terra, sendo que “desde o momento em que um homem teve necessidade do auxílio do outro, desde que se percebeu que seria útil a um só indivíduo contar com provisões para dois, desapareceu a igualdade, a propriedade se introduziu, o trabalho se tornou necessário” (WEFFORT, 2001, p. 207).
“Daí a importância do contrato social, pois os homens, depois de terem perdido sua liberdade natural (quando o coração ainda não havia corrompido, existindo uma piedade natural), necessitariam ganhar em troca a liberdade civil, sendo tal contrato um mecanismo para isso. O povo seria ao mesmo tempo parte ativa e passiva deste contrato, isto é, agente do processo de elaboração das leis e de cumprimento destas, compreendendo que obedecer a lei que se escreve para si mesmo seria um ato de liberdade.”
Contudo as últimas noticias nos dão conta, que o Divorcio Político Social é uma realidade no Brasil de Hoje.
Dois Exemplos Clássicos:
Em Guaxupé, aqui mesmo no Sul de Minas Gerais uma vereadora acertou com o Ministério Público a famosa “Delação Premiada”.
Nela, a parlamentar municipal qual admitiu existir na Câmara, daquela importante cidade (sede da “Cooxupé”, a maior Cooperativa de Comercialização e Exportação de Café do Mundo), um esquema de “diárias” fraudadas pagas a maioria dos vereadores.
Entre 16 Mil Reais e 21 Mil Reais foram pagos com dinheiro público a vereadores que simulavam a frequência da cursos de aperfeiçoamento, que incluíam , inclusive uma modalidade “sui generis”: Curso de Refrigeração e Ambientação”.
Como se não bastasse a usurpação do dinheiro público, os vereadores envolvidos na fraude, agora inovaram.
Pasmem!
Instauraram na Câmara um Processo de “Quebra de Decoro Parlamentar” contra a Vereadora Denunciante.
Ora, como podem os acusados de corrupção processarem quem denuncia o roubo?
Mas foi assim.
Outro exemplo fantástico foi o ocorrido na cidade Catarinense de Garopaba:
“Um movimento popular esteve em frente ao local na terça para novamente pressionar pela redução dos salários. No dia 31 de agosto, o grupo protocolou um pedido para baixar os salários dos vereadores, que somam quase R$ 65 mil por mês.
"Quando os políticos pediram para apertar os cintos, desde o período militar, o povo sempre pagou a conta. Agora a gente quer dividir esta conta com os políticos", disse um dos manifestantes nesta terça.
De acordo com o presidente da Câmara, Luiz Bernardo, a redução salarial está fora de cogitação. "A gente pode pegar do Legislativo até 7% e hoje nós da Câmara dos vereadores só estamos recebendo 4,5%. Com isso a gente deixa uma economia de quase R$ 200 mil para a prefeitura", explicou.
Um portaria publicada na segunda-feira (21) restringe a presença da população de Garopaba, no litoral catarinense, durante as sessões da Câmara de Vereadores. Segundo o documento, fica proibido qualquer tipo de manifestação no local. Dentre as restrições, ninguém pode entrar no plenário com bandeiras, cartazes ou faixas.
Na terça-feira (22), a aplicação da nova medida gerou tumulto. Um grupo de manifestantes vinha frequentando as sessões pedindo que vereadores reduzam o próprio salário, o que já havia gerado confusão na semana passada.
O grupo não aceitou a explicação e voltou a pressionar. Com a nova portaria, nesta terça os manifestantes ficaram ainda mais indignados. "Essa é a casa do povo, mas o povo não pode falar?", questionou uma das manifestantes.
“Antes da sessão noturna de terça-feira (22), três viaturas da Polícia Militar estacionaram no local. Agora, vereadores vão ouvir apenas associações e entidades - desde que se inscrevam com 15 dias de antecedência.”
Estes dois exemplos confirmam o Divorcio entre Vereadores e Eleitores.
A Vontade dos Outorgados/Vereadores sobrepõem a dos Outorgantes/Eleitores.
Em Caxambu resguardadas as devidas proporções, não é diferente.
A coleta de assinaturas para um “Projeto de Iniciativa Popular” que visa a redução dos Salários (subsídios de Vereadores, Prefeito e vice), parece não ter agradado ao Legislativo Municipal.
Se a princípio um ou outro vereador que mantém oposição ao Prefeito, pelo menos aparentemente aderiu à vontade popular, os do “baixo clero” (termo técnico utilizado pela crônica política) foram radicalmente contra.
Agora surge uma novidade, mesmo entre os que fazem oposição ao Prefeito ouvi pessoalmente de um deles, o seguinte argumento: “Diminuir subsídios dos vereadores, na atualidade, implicaria em transferir mais recursos ao Executivo Municipal”.
Uma falácia!
Explique-se: “Designa-se por falácia um raciocínio errado com aparência de verdadeiro.”
Ainda, ontem ouvi de um ex-vereador, que, inclusive foi Presidente da Câmara de Vereadores de Caxambu, durante o Primeiro Mandato do Ex-prefeito Isaac Rosental (alias um dos mais eficientes na história democrática do Município), no caso o Alexandre Ramos ribeiro (O Alexandrinho do Hotel Alex), a seguinte passagem:
“Abordando um vereador da Casa quis saber a quantas andavam o tal projeto de Iniciativa Popular, que propõe a redução dos subsídios dos Vereadores.”
Momento em que recebeu uma acalorada resposta: Isso, não passa na Câmara!
Ora, ora, meus amigos eleitores, afinal onde estamos?
Repetindo a indagação musical,composição do Renato Russo, que se tornou sucesso O Legião Urbana:
QUE PAIS É ESSE?

José Celestino Teixeira Teixeira

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Festival BOA MESA 2016

Para janeiro de 2016 o Festival Boa Mesa vem com força total. Para aqueles que não participaram no ano passado, não perca a oportunidade as inscrições são limitadas.


Bom dia pessoal!
Pra quem ainda não sabe, já estão abertas as inscrições para os bares e restaurantes participantes do Festival Boa Mesa 2016, as inscrições podem ser feitas via e-mail ou é possível, também, solicitar uma visita.
Maiores informações
Convention Bureau
(35) 3341-1656
(35) 8846-1925 (vivo)
visitecaxambu@gmail.com
Marcos Loesch
(35) 9177-1389 (tim) (whatsapp)
marcosloesch@gmail.com

A Primavera mais Quente da História

A Primavera mais Quente da História
A primavera começou oficialmente às 5h20 (hora de Brasília) desta quarta-feira, 23 de setembro e com cara de verão. Estação que faz a transição da época seca para a chuvosa, no Sudeste e Centro-Oeste do País, a primavera iniciou-se sem previsão de chuva, com sol forte, pouca nebulosidade e ventos quentes. Várias capitais brasileiras vão entrar na nova estação com grande possibilidade de bater os recordes de calor para 2015.
O sol forte por muitas horas, a pouca nebulosidade, falta de chuva e ventos quentes vão colaborar para elevar as temperaturas nos próximos dias.
Considerando a previsão de temperatura máxima feita pela Climatempo no dia 22 de setembro para o período de 23 a 27 de setembro, e se a diferença da máxima prevista for de até 1°C (acima ou abaixo)do recorde atual de calor, as capitais com chance de bater recorde de calor são:
Curitiba: máxima prevista entre 33°C e 35°C
São Paulo: máxima prevista entre 35°C e 37°C
Rio de Janeiro: máxima prevista entre 39°C e 41°C
Campo Grande: máxima prevista entre 36°C e 37°C
Cuiabá: máxima prevista de até 40°C
Goiânia: máxima prevista entre 37°C e 38°C
Porto Velho: máxima prevista de até 37°C
Manaus: máxima prevista entre até 39°C
Belém: máxima prevista entre 34°C e 35°C
Macapá: máxima prevista entre 35°C e 36°C
De todas as estas, as maiores chances de recorde ficam com Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Manaus e Macapá.
Apesar do tempo quente e seco, a primavera também é a época das flores, em que a natureza exibe o que tem de mais exuberante.
Fonte www.yahoo.com.br/www.msn.com.br

Animais abandonados "passeando" pelas ruas do centro de Caxambu

Animais abandonados "passeando" pelas ruas do centro de Caxambu





Fotos de
Valéria Rosental
PLANO GERAL DE ATUAÇÃO DO MPMG PROCURA REGULARIZAR UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO ESTADO



Dentro do Plano Geral de Atuação, ocorreu mais uma Sentença favorável à implementação de Unidades de Conservação no Estado. Por Decisão do Juiz da Comarca de Açucena (Leste de Minas), em julgamento antecipado da lide, acolheu integralmente os pedidos formulados pelo Ministério Público do Estado de Minas Gerais, determinando ao Poder Público a implementação de Unidade de Conservação de Proteção Integral do Parque Estadual Rio Corrente, com atuação da Promotora de Justiça Renata Cerqueira da Rocha Limones Monteiro, com o apoio da Coordenadoria das Promotorias do Rio Doce e alinhada com ​​​​o ​​​Plano Geral de Atuação do MPMG.​

O Parque Estadual Rio Corrente é uma unidade de conservação de proteção integral instituída pelo Decreto Estadual 40.168, de 17/12/1998, situada no Município mineiro de Açucena, com área total de 5.065,00 ha (cinco mil e sessenta e cinco hectares).

Não obstante, constatou-se que a unidade de conservação Parque Estadual Rio Corrente ainda não possui situação fundiária regularizada, não é institucionalmente aberta à visitação, não possui plano de manejo ou conselho consultivo.

AUDITORIA DO TRIBUNAL DE CONTAS

A propósito, Relatório Final da Auditoria Operacional do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, datado de 2012, informou que (fl. 34 do relatório):

“Ressalta-se que dos 14 Parques Estaduais que não possuem nenhuma área regularizada, os Parques de Biribiri, Sete Salões, Rio Corrente, e Serra Candonga foram criados há mais de 13 anos, e os demais criados em datas que variam de 2005 a 2011, conforme evidenciado na tabela 6.”



Fonte: Coordenadoria da Bacia do Rio Grande - MPMG
http://baciariograndemp.blogspot.com.br/

terça-feira, 22 de setembro de 2015

CRUZILIA ESCREVE - ADORÁVEL CAXAMBU

CRUZILIA ESCREVE
ADORÁVEL CAXAMBU


Na minha meninice, Caxambu equivalia a Xanadu, aquela capital do império mongol. Seu nome exalava mistérios e eu nada sabia de sua origem indígena. Apesar de sua proximidade com Cruzília, achava que era longe. Guimarães Rosa, no extraordinário conto do Soroco, sua mãe e sua filha, dizia que, para o pobre, todo lugar é longe. Para criança também. Para ir até Caxambu, meu pai vestia um enorme guarda-pó. Via aquilo como se presenciasse alguém que saía em expedição para savanas africanas
Minhas irmãs estudavam em colégio interno em Caxambu e apareciam raramente em Cruzília. Porque, além da “lonjura” para aquelas estradas quase intransitáveis, havia ainda o rigor escolar, que pouco facilitava para os alunos daquele tempo. De vez em quando, alguém voltava de lá trazendo um copo esquisito, meio quadrado, azulado, com a inscrição: “Lembrança de Caxambu”. 
E era difícil a gente, criança, chegar até lá, o que conferia mais poder mítico àquele lugar. Já entrou na minha mitologia a viagem que fiz na antiga jardineira, ao lado de minha irmã Wanda: além de andar de ônibus pela primeira vez, cujo motorista era o Walter da Yata, conheci, em Caxambu, o magnífico Parque das Águas; senti o gosto do primeiro misto-quente, numa lanchonete chamada Sputnik. E ganhei, na banca do Caruzo, uma revista chamada “Antar”, que na verdade era o Tarzan, volume grosso, cuja capa trazia o homem-das-selvas lutando com um leão. Quando saía de Caxambu, Wanda me mostrava a estrada que ia para Conceição, Cambuquira, Três Corações e, mais remota ainda que Xanadu, Belo Horizonte. Muita coisa passou pela minha cabecinha, que ainda achava ser Caxambu o verdadeiro “finis terrae”.
Foi em Caxambu, ao lado de meu tio Minelli e de meus primos Mario Sérgio e Tadeu, que vi pela primeira vez um aparelho de televisão. Passava um jogo do Fluminense e Flamengo. Foi em Caxambu, também ao lado desse tio e desses primos, que vi pela primeira um grande circo, chamado Garcia, que tinha um número em que cães jogavam futebol, vestindo camisas do...Flamengo e do Fluminense. Depois Caxambu passou a virar rotina em domingos de futebol, quando, também ao lado de tio Minelli e de meus primos, assistíamos a jogos do Sete de Setembro, de Cruzília, contra o CRAC, o Fluminense e, eventualmente, o Flamengo, que tinha um campo perto de um orfanato. Não me esqueço de um tipo meio corcundinha que torcia para o CRAC. Não me esqueço de dona Cacilda, que era líder da torcida do time azul, onde jogavam Arô e Guaracy. No Fluminense, não me esqueço do Marcelo, do Castilho, do Djalminha, do Índio e do Goiaba. Em Caxambu andei de elevador pela primeira vez, no Hotel Glória, levado pela madrinha Nicinha. Em Caxambu vi a primeira celebridade artística, o cantor e humorista Ivon Cury (com quem levei uma longa prosa, tempos depois, ao lado de Adolfo Maurício e do Fausto do Cid Pereira.
Caxambu era o lugar onde meu pai visitava seus primos Humberto Fortes, Quinha e Horacinho. E passava na farmácia do Nelsão. Caxambu tinha um cinema que, quando passou “Os 10 mandamentos”, atraiu metade da população de Cruzília. Não fui, nunca entrei naquele cinema. Mas cumpri todos mandamentos na igreja Santa Isabel, onde me casei, num já remoto julho de 1980...
Caxambu era a palavra que mais falava a velha telefonista Sá Marica, para completar as ligações. Ainda escuto sua voz aguda vencendo o tempo e distâncias,e cumprimento, de longe, a cidade que hoje comemora mais um aniversário.
São Lourenço Rugby

No dia 19/09, o São Lourenço Rugby viajou até a cidade de Varginha para jogar o Campeonato Mineiro de Rugby Sevens, onde três de suas atletas, atuaram pela equipe do Abelhas Rugby, sendo elas Paloma Carvalho, Carlla Roberta e Júlia Reina, conseguindo a 4ª colocação e estreando as atletas em torneios oficiais, da qual agradecemos a gentileza do treinador Liniker Faria e da capitã Josy Menenguelle pelo convite e recepção.



No juvenil, através da iniciativa inovadora de Fabiano Custódio (Bibi), tivemos um jogo amistoso de 10-a-side com as categorias mistas, de M15 a M19, entre a Seleção Sulmineira (Minas Rugby e São Lourenço) contra a Seleção Metropolitana (BH, Inconfidência e Nova Lima), tendo como treinadores convidados, Elder Manoel (Minas Rugby) e Hugo Fróes (São Lourenço Rugby), do qual saímos com a derrota por 07x17, entretanto muito felizes pelo jogo duro e respeitoso com os amigos da capital, e esperamos que essas iniciativas se extendam para melhor preparação dos atletas para os campeonatos nacionais.



Agradecemos e parabenizamos o Minas Rugby pelo grande torneio e organização, ao Parque das Águas de São Lourenço onde ocorrem os treinos da equipe e a Prefeitura Municipal de São Lourenço, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e seu secretário Ralph Lage!


 São Lourenço Rugby:  em parceria com a Prefeitura Municipal de São Lourenço, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social. A equipe tem como meta proporcionar atividade física promovendo a saúde a motricidade e a socialização de crianças e adolescentes da cidade e região.



Maiores informações pelo Facebook/São Lourenço Rugby