Palace Hotel - Caxambu

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Charge3 - No fundo do Buraco!

Charge3 
No fundo do Buraco!



By Fernando Victor

Previsão do tempo para Caxambu e região

Previsão do tempo para Caxambu e região
Sol com muitas nuvens. Pancadas de chuva à tarde e à noite.







Fonte: Climatempo
http://www.climatempo.com.br/previsao-do-tempo/cidade/731/caxambu-mg

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Artistas do Show "Cabaré" hospedaram-se no Hotel Glória de Caxambu Show foi realizado ontem em Conceição do Rio Verde, como parte das comemorações pelo aniversário da cidade

Artistas do Show "Cabaré" hospedaram-se no Hotel Glória de Caxambu
Show foi realizado em Conceição do Rio Verde, como parte das comemorações pelo aniversário da cidade


 Gerente de Hospedagem do Hotel Glória, Alexandre Moura, juntamente com Eduardo Costa
Cantor Leonardo com a colaboradora Dalila


Ficha: 

Festa de Aniversário da Cidade - Leonardo e Eduardo Costa

Segunda-feira, 29 de Agosto de 2016







"Festa de Aniversário da Cidade em Conceição do Rio Verde/MG
Cabaré com Leonardo e Eduardo Costa


Leonardo e Eduardo Costa, dois dos maiores nomes da música sertaneja, trazem agora ao mercado o projeto Cabaré, que marca a concretização de um sonho dos dois artistas. O DVD "Leonardo & Eduardo Costa -– Cabaré" é composto por 22 faixas com clássicos do sertanejo que por muito tempo embalaram os Cabarés. O álbum marca também a primeira vez que Leonardo grava um projeto com outro parceiro após a morte de Leandro.

Para Leonardo e Eduardo Costa, Cabaré é a realização de um sonho. Para o mercado e os amantes da música sertaneja, o álbum marca o encontro de dois dos maiores nomes do gênero. Uma mistura que não poderia dar outro resultado: um espetáculo belíssimo e inesquecível. Todas as faixas são cantadas pelos dois artistas, com divisões de primeira e segunda voz.

Cabaré ganha agora uma turnê, na qual os dois sertanejos dividirão o palco para, juntos, apresentar o novo trabalho."  


segunda-feira, 29 de agosto de 2016

ALMG - Comissão debate falta de examinadores no Detran Audiência

ALMG
Comissão debate falta de examinadores no Detran
Audiência pública acontece nesta terça-feira (30), às 14h30, no Plenarinho IV da ALMG.




Os deputados da Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizam, nesta terça-feira (30/8/16), uma audiência pública para debater a falta de examinadores no Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) para a aplicação dos exames de habilitação. A reunião, solicitada pelo deputado Cabo Júlio (PMDB), está marcada para as 14h30, no Plenarinho IV.

De acordo com o parlamentar, a situação vem prejudicando tanto o Estado, em termos de arrecadação, quanto os usuários, que estariam tendo dificuldades na marcação e na remarcação dos exames e que, com isso, acabariam correndo o risco de vencimento da pauta de avaliações necessária para se obter a carteira de motorista.

Convidados - Para o debate a comissão convidou o secretário de Estado de Fazenda, José Afonso Bicalho Beltrão da Silva; o chefe da Polícia Civil de Minas Gerais, João Octacílio Silva Neto; a chefe do Departamento de Trânsito de Minas Gerais, Ana Cláudia Oliveira Perry; o delegado de Polícia Civil da 1ª e 2ª Delegacias Especializadas de Apuração do Ato Infracional, Hugo e Silva; o vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais, Antônio Marcos Pereira; o vereador de Malacacheta, Wanderson Alves Pinheiro; a diretora da Auto Escola Opção - Santa Luzia, Eliane Vieira de Sales; os instrutores da Auto Escola Ribeiro - Santa Luzia, Fabio Alex Soares da Silva e Cristiano Geraldo Nonato; os instrutores de Auto Escola, Evandro Telles Diniz, Edesio Soares de Jesus, Robson Ferreira Santana e José Antônio Gomes de Oliveira; os diretores da Auto Escola Ouro Minas, Willian Ricardo dos Santos e Fabiano Tadeu Leos; o instrutor de Auto Escola Eliana, Reginaldo Francisco de Assis; e a diretora da Auto Escola Patagônica, Carla Teixeira Souza.


Fonte: ALMG

domingo, 28 de agosto de 2016

Relator quer dar 93% da arrecadação com jogos para a Seguridade Social

Relator quer dar 93% da arrecadação com jogos para a Seguridade Social
Resto do dinheiro seria dividido com PF e fundos de cultura e penitenciárias

Senador Fernando Bezerra Coelho apresentou relatório nesta quarta (24).
O relator da proposta que regulamenta os jogos de azar no Brasil, senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), anunciou nesta quarta-feira (24) que pretende destinar 93% dos impostos, arrecadados a partir da legalização das apostas, para a Seguridade Social, que inclui Previdência e Assistência Social.
Jogos de azar são aqueles que envolvem apostas em dinheiro e que o resultado depende preponderantemente da sorte. O projeto define quais jogos podem ou não ser explorados, os critérios para concessão de autorização e as regras para distribuição de prêmios e arrecadação de tributos. A proposta é dividida em três seções: cassinos, bingos e jogo do bicho.
O parlamentar do PSB apresentou à Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional do Senado, em sessão realizada nesta quarta, um texto que pretende substituir o projeto de lei de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI), que autoriza a exploração dos jogos.
Após a leitura do relatório, o colegiado pediu vista conjunta, ou seja, mais tempo para analisar o substitutivo. Ainda não há data para que o texto seja votado na comissão.
Proposta
A proposta original prevê que estados e Distrito Federal disponibilizem às casas de jogos (bingos, cassinos, jogo do bicho) concessões de funcionamento mediante pagamento. O substitutivo de Coelho sugere que o dinheiro proveniente das concessões, cuja duração é de 20 anos com possibilidade de renovação, sirva para "reforçar" o orçamento da área da Saúde.
Portanto, de acordo com o congressista, 93% dos tributos serão divididos entre Previdência e Assistência Social. Desses impostos, de acordo com a proposta, 3% serão destinados para o Fundo Penitenciário Nacional (FUNPEN), 2% para o Departamento de Polícia Federal (PF) e 2% para o Fundo Nacional de Cultura. Já toda a verba arrecadada por meio das outorgas (concessões) irá para a Saúde.
A Lei que organiza a Seguridade Social assegura direitos relativos à Previdência, Assistência Social e Saúde. A Previdência Social garante os benefícios econômicos de pessoas que contribuíram com o governo e por motivos de tempo de serviço, idade avançada e deficiência física, por exemplo, não exercem mais atividades profissionais.
A Assistência Social, por outro lado, é responsável pelo atendimento das necessidades básicas da população, não exigindo a contribuição financeira por parte do beneficiado.
A estimativa é de que a arrecadação do Tesouro chegue a R$ 29 bilhões, caso o projeto seja aprovado, com um montante de R$ 150 milhões para o FUNPEN e R$ 100 milhões para a PF.
Questionado sobre o fato de os jogos serem um possível instrumento de lavagem de dinheiro, Coelho respondeu que a verba resguardada para a PF tem o objetivo de financiar a fiscalização da prática.
"Precisamos ter cuidado em relação à lavagem de dinheiro, é importante dispor recursos para que a PF possa se modernizar e fazer a fiscalização das casas de bingo e dos cassinos. Com o substitutivo, temos também um protagonismo maior da Caixa, que funcionará como um agente operador e fará a centralização financeira dos jogos para salvaguardar a devida fiscalização", explicou o parlamentar.
De acordo com o novo texto, a exploração dos jogos de azar se dará por autorização da Caixa Econômica Federal ou sob a forma de concessão, quando se tratar do setor privado.
Em decorrência disso, a outorga de exploração deverá ser precedida de licitação. Conforme o substitutivo, os cassinos devem promover o desenvolvimento do turismo nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Membros da Comissão
Para a senadora Simone Tebet (PMDB-MS), a regulamentação dos jogos pode gerar turismo desqualificado, desestrutura familiar e aumento dos casos de vício. "Sou radicalmente contra a proposta porque em tempos de crise deixamos o dinheiro se sobrepor a interesses públicos e sociais", criticou.
Fernando Bezerra Coelho rebateu a crítica de Tebet, dizendo que o percentual da arrecadação com os jogos relativo à Saúde atenderá obrigatoriamente a pacientes com problemas de dependência com as apostas.
O presidente da comissão especial, Otto Alencar (PSD-BA), e o senador Paulo Bauer (PSDB-SC), apoiaram a medida. O argumento dos dois parlamentares é de que a legalização dos jogos é uma alternativa para que o governo não precise criar novos impostos com o intuito de equilibrar as receitas.
"Apoio o presidente Michel Temer, mas se ele nos pedir para aumentar impostos me tornarei adversário dele naquele momento, naquele projeto", concluiu Bauer. (Do G1, em Brasília)

Fonte: BNL


Sind UTE Caxambu
Assembleia de Trabalhadores em Educação


http://sindutecaxambu.blogspot.com.br/

sábado, 27 de agosto de 2016

Parlamento Jovem aprova propostas sobre mobilidade urbana Incentivo a ciclovias e implantação de transporte ferroviário foram alguns destaques ao fim da plenária estadual.

ALMG
Parlamento Jovem aprova propostas sobre mobilidade urbana
Incentivo a ciclovias e implantação de transporte ferroviário foram alguns destaques ao fim da plenária estadual.



Criação de programa pelo governo estadual para incentivar a construção de ciclovias e bicicletários e implantação de sistema de transporte ferroviário de abrangência metropolitana e regional. Essas foram algumas das propostas aprovadas na plenária estadual do Parlamento Jovem de Minas 2016, realizada nesta sexta-feira (26/8/16), no Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Ao todo, 12 propostas foram acatadas por 110 estudantes do ensino médio de 43 municípios mineiros. Foram oito provenientes dos grupos de trabalho, realizados nesta quinta (25), além de quatro novas propostas, apresentadas durante a plenária. Elas constituem um documento destinado à Comissão de Participação Popular para encaminhamentos, entregue no fim da plenária.

Esta é a 13ª edição do PJ Minas, projeto de formação política desenvolvido pela ALMG e pela PUC Minas, em parceria com câmaras municipais. A plenária ocorrida nesta sexta (26) representa o ápice da etapa estadual, que teve início na última quarta (24), além de um processo longo de discussão do tema nas fases municipais e regionais.

As propostas se referem aos subtemas Mobilidade: participação e controle social; Trânsito e transporte; e Mobilidade e infraestrutura. Três coordenadores e três relatores de cada um desses subtemas compuseram a mesa dos trabalhos na plenária estadual. Eles organizaram o debate das propostas provenientes dos grupos de trabalho, estendido neste momento a todos os participantes do PJ Minas.

Reunidos, os estudantes propuseram alterações nesses textos ou supressões e ainda sugeriram novas propostas. Todas as sugestões foram levadas à votação. Uma das propostas que causou bastante polêmica foi a que propõe o incentivo às privatizações de estradas estaduais. Diversos alunos sugeriram mudanças na proposta ou a sua supressão. Aqueles que defenderam a retirada da sugestão justificaram que a população já paga muitos impostos.
Já os que defenderam sua manutenção citaram, entre outros motivos, que o Estado não é capaz de solucionar todos os problemas sozinho. Pela maioria dos votos, a proposta não foi suprimida, mas sua redação mudou para incentivo às concessões privadas nas estradas estaduais.
Algumas sugestões acatadas tiveram como objetivo ampliar a transparência e o controle social por meio da disponibilização de sites e aplicativos para o envio de demandas com relação à mobilidade urbana, bem como para que o poder público informe seus atos, entre outros.
Acessibilidade - A preocupação com a acessibilidade para pessoas com deficiência também ficou refletida em propostas aprovadas pelos jovens. Uma delas prevê a ampliação de estrutura padrão, em lugares de grande movimentação, que abranja necessidades e acessibilidade de pessoas com deficiência, sendo efetuada a padronização de botoeiras equipadas com letras em braile, calçadas, rampas, vias e áreas públicas.
Uma nova proposta acatada, também nesse sentido, tem o objetivo de implantar faixas elevadas para nivelamento de calçadas em programa a ser executado em parceria pelo governo estadual e municipal.
Também foi apresentada na plenária e aprovada pelos jovens proposta para incentivar, em cidades com menos de 20 mil habitantes, a criação de plano diretor e plano de mobilidade urbana. Além dela, também foi acatada a sugestão para descentralização, pela prefeitura, das principais linhas de ônibus das praças centrais, bem como implantação de abrigos em todos os pontos com placas de sinalização e itinerário.
Deputados enfatizam relevância do projeto
Deputados falaram da importância do projeto de formação política
Deputados falaram da importância do projeto de formação política - Foto: Willian Dias
Na abertura da plenária estadual, o 1º secretário da Mesa da ALMG, deputado Ulysses Gomes (PT), representando o presidente da ALMG, deputado Adalclever Lopes (PMDB), ressaltou que o projeto é uma das iniciativas mais importantes da ALMG. “Em sua 13ª edição, a iniciativa se consolida com número crescente de cidades participantes. Nesta edição, foram nove novos municípios”, disse.
O parlamentar lembrou de outras iniciativas da Assembleia que abordaram não só a temática da mobilidade, mas também a valorização da juventude. Ele citou o Fórum Técnico Mobilidade Urbana – Construindo Cidades Inteligentes, realizado em 2013. Além disso, também destacou a aprovação em 1º turno do Projeto de Lei 2.868/15, de sua autoria, que institui a Semana Estadual das Juventudes para contribuir com o debate sobre políticas públicas para esse público.
Assim como o parlamentar, a presidente da Comissão de Participação Popular, deputada Marília Campos (PT), também enfatizou a importância do projeto. Para ela, a mudança da percepção sobre a política e os políticos é um dos grandes ganhos com o projeto. “Essa é a riqueza da iniciativa. Ninguém sai como entrou. Traz uma nova concepção. E, assim, o objetivo da formação política é cumprido”, afirmou.
Tema - O deputado Rogério Correia (PT) ressaltou, na plenária, a pertinência do tema debatido em 2016. “Mobilidade é um assunto relevante e atual. É importante que os candidatos a prefeito também tenham acesso às propostas para que as analisem e possam aproveitar da melhor forma em seus programas neste ano, que é eleitoral”, pontuou.
Representantes da Escola do Legislativo e PUC Minas abordam parcerias
Tanto para a gerente-geral da Escola do Legislativo da ALMG, Ruth Schmitz, quanto para a coordenadora de extensão do Instituto de Ciências Sociais da PUC Minas, Regina Coeli de Oliveira, o Parlamento Jovem de Minas só se tornou um projeto de sucesso pelas inúmeras parcerias realizadas.
De acordo com Ruth Schmitz, o trabalho é desenvolvido em rede, a partir do compartilhamento de responsabilidades e do poder de decisão. Ela enfatizou ainda a jornada dos participantes até a plenária estadual: “Foi um caminho de estudo, reflexão, debate de propostas, sempre com a preocupação de contribuir com melhorias sobre o tema”.
Já Regina Coeli destacou os encaminhamentos dados às propostas pela Comissão de Participação Popular e a possibilidade que, de fato, se tornem políticas públicas. “Precisamos valorizar muito o empenho dos estudantes em debater temas políticos. São assuntos fundamentais que afetam muitas pessoas”, colocou.
Para participantes, experiência é gratificante
O estudante Heitor pretende se tornar um político
O estudante Heitor pretende se tornar um político - Foto: Willian Dias
De um lado um estudante do 1º ano; de outro, uma coordenadora do projeto. O primeiro de Cambuí, no Sul do Estado; a segunda, de João Pinheiro, no Noroeste de Minas. Em comum, eles têm o fato não só de participarem do PJ Minas pela primeira vez, mas também de terem se encantado pelo projeto.
Heitor Lisboa da Fonseca contou que o PJ Minas fez com que ele entendesse mais sobre política e sobre a diferença entre os poderes. “A partir dessa experiência, penso em seguir o caminho da política. Quero contribuir para melhorias na vida das pessoas e para o combate à corrupção”, enfatizou.
Já Eliene Alves da Silva afirmou que é possível notar o amadurecimento dos alunos no decorrer do processo. “Os alunos evoluem muito ao longo dos meses e nós também crescemos juntos”, avaliou.
 Fonte: ALMG

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Cemitérios apostam em galinhas para combater escorpiões no Sul de MG

Do G1 Sul de Minas
Cemitérios apostam em galinhas para combater escorpiões no Sul de MG
Em Baependi, 11 galinhas d'angola circulam entre os túmulos.

Já em São Lourenço, aves foram adotadas por funcionários.




Uma ideia simples tem ajudado moradores de duas cidades do Sul de Minas a controlar o aparecimento de escorpiões. Nos cemitérios de Baependi (MG) e São Lourenço (MG), já é possível ver galinhas, que se alimentam desses animais peçonhentos, circulando pelo local. A iniciativa está sendo acompanhada pela Vigilância Epidemiológica dos municípios e vem surtindo resultado positivo.

Em Baependi, há pouco menos de dois meses, a prefeitura resolveu soltar algumas galinhas d’angola pelo cemitério. A iniciativa surgiu depois que o setor epidemiológico encontrou dificuldades para treinar agentes para atuarem em campo. Enquanto isso, 11 galinhas fazem o trabalho no local.

“O recomendado foi que seriam as galinhas d’angola, porque elas têm hábitos noturnos , quando é a hora que os escorpiões saem dos túmulos”, explica o secretário de Saúde da cidade, Ricardo Guedes.

Já em São Lourenço, o surgimento das aves foi inusitado. Um galo e uma galinha foram deixados no cemitério e adotados pelos funcionários do local.




“A gente chegou cedo pra trabalhar e vimos um saco se mexendo. Quando abrimos, vimos que era um galo e uma galinha. Daí, a gente começou a tratar, cuidar, comprar ração. A galinha pôs ovo, chocou e deu os pintinhos. E hoje, eles ajudam a combater os insetos que têm aqui”, conta o coveiro do Cemitério de São Lourenço, Anderson Almeida.

Com o tempo, a população de aves cresceu e o número de escorpiões diminuiu. O trabalho da Vigilância Epidemiológica do município continua sendo feito no cemitério, mas o local já não oferece mais preocupação para os agentes.

“Nestes últimos 10 meses, foram encontrados 61 escorpiões, sendo 55 na área do Centro e o restante nas áreas próximas ao Centro. Aqui, [no cemitério] nenhum foi encontrado”, afirmou o Agente da Vigilância Epidemiológica, Guilherme Marinho.


Fonte: G1 Sul de Minas

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Renda da Festa da Bocaina/Dom Viçoso foi para o Hospital São Lourenço

Hospital São Lourenço
Renda da Festa da Bocaina/Dom Viçoso foi para o Hospital São Lourenço

No dia 11 deste mês, a Comissão Organizadora da Festa da Bocaina (bairro do município de Dom Viçoso) foi ao Hospital São Lourenço entregar, à Diretoria da instituição, a importância de R$ 22.000,00 - referente à renda líquida do evento, realizado de 22 a 24 de julho deste ano em prol do Hospital. Além disso, a Comissão informou que irá repassar, ao Hospital, o valor complementar de R$ 5.000,00 - cuja arrecadação (de leilões e outras atividades da referida Festa) está sendo finalizada.
“Decidimos fazer a Festa em benefício do Hospital São Lourenço porque é uma entidade que atende a toda a região, inclusive ao nosso município”, justificou Paulo Jovane de Carvalho (conhecido como “Painho”), morador do bairro e um dos organizadores do evento. Também foram ao Hospital Marco Antonio Ribeiro e Manoel Valdir Nogueira (Valdinei Francisco Nogueira e Carlos Felipe Nogueira, também da Comissão Organizadora, não puderam estar presentes).
O presidente do Conselho Diretor do Hospital, Márcio José Santiago Alves, agradeceu a doação. “O Hospital tem uma gestão focada no equilíbrio financeiro da instituição, buscando manter e melhor a infraestrutura e o atendimento em geral. Além disso, ter a população ao nosso lado, através de ações como esta, também é muito importante, pois assim podemos realizar parcerias e, ao mesmo tempo, prestar contas do nosso trabalho”, disse o dirigente. Também falando em nome da instituição, o secretário do Conselho Diretor, Jair Pereira de Carvalho, elogiou a iniciativa. “Somos muito gratos à comunidade do bairro da Bocaina, de Dom Viçoso, e a todos os que participaram da Festa. O Hospital sempre conta com a parceria da comunidade não só de São Lourenço, mas de toda a região”.



Na foto (esquerda para direita): dr. José Roberto Araújo (conselheiro); Marco Antonio (Comissão/Festa da Bocaina); Jair Pereira de Carvalho (conselheiro/secretário-Conselho Diretor do Hospital); Manoel (Comissão/Festa da Bocaina); Paulo Sérgio Maciel (conselheiro/diretor financeiro do Hospital); dr. José Eduardo de Carvalho (conselheiro/provedor do Hospital); dr. Luiz Carlos Junqueira Castro (conselheiro/diretor técnico do Hospital), Eustáquio Tarcísio Silva (administrador do Hospital) e Márcio José Santiago Alves (conselheiro/presidente-Conselho Diretor do Hospital). Sentados: Paulo - “Painho” (Comissão/Festa da Bocaina) e Mauro Guimarães Junqueira (secretário de Saúde de São Lourenço).


quarta-feira, 24 de agosto de 2016

EXTRATO DE EDITAL PARA CHAMADA PÚBLICA – AGRICULTURA FAMILIAR

EXTRATO DE EDITAL PARA CHAMADA PÚBLICA – AGRICULTURA FAMILIAR
A Caixa Escolar Dona Mariana Carvalhal Costa, com sede na cidade de Soledade de Minas – Minas Gerais torna-se público para o conhecimento dos interessados, em conformidade com o Regulamento Próprio de Licitação, Lei nº 11.947/2009, Resolução CD/FNDE nº 026/2013, Decreto Estadual nº 45.085/2009 e Resolução SEE/MG nº 2.245/2012 a realização da Chamada Pública nº 02/2016, do tipo menor preço por item, objetivando a Aquisição de Gêneros Alimentícios da Agricultura Familiar, do Empreendedor Rural ou de suas organizações. O edital encontra-se afixado no mural da Escola Estadual Dona Mariana Carvalhal Costa e unidade da EMATER de Cruzília, Baependi, Carmo de Minas e Soledade de Minas. Os envelopes deverão ser entregues na Escola Estadual Dona Mariana Carvalhal Costa, Rua Manoel Guimarães, nº 790, Centro, na cidade de Soledade de Minas – Minas Gerais às 17:00 do dia 14/09/2016. A abertura dos envelopes será no dia 14/09/2016 às 17:00hs. Os Grupos Formais e Informais deverão apresentar a documentação prevista artigo 22 da Resolução FNDE nº 26/13, para habilitação e Projeto de Venda. Os quantitativos e gêneros alimentícios estão disponível na página da Internet: http://agriculturafamiliar.educacao.mg.gov.br.


PRINCESA ISABEL - HISTÓRIA DE ALCOVA DA FAMÍLIA REAL NO BRASIL

PRINCESA ISABEL - HISTÓRIA DE ALCOVA DA FAMÍLIA REAL NO BRASIL

PRINCESA ISABEL - HISTÓRIA DE ALCOVA DA FAMÍLIA REAL NO BRASIL CONTADA PELO HISTORIADOR E COLECIONADOR CARIOCA FERNANDO FRANÇA LEITE -  QUE APARECE NARRANDO A HISTÓRIA NO VÍDEO.





A História da Princesa é de suma importância para Caxambu, mas, pouca gente a considera como sempre mereceu, como figura expoente do Império, cognominada: A Redentora, por sua decisiva participação na Abolição da Escravatura.

https://www.facebook.com/fernando.f.leite.5/videos/1230081173685787/


Compartilhado por

APAE Caxambu - Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

APAE - Caxambu
2º Dia da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência



Exposição de trabalhos confeccionados pelos alunos da APAE, no Calçadão e apresentação da escola de dança de Karina

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Restaurante Bom Sabor anuncia novidades com sotaque italiano
 - Hoje, no Restaurante Bom Sabor, temos pratos super especiais preparados pelo Chef Bruno Dino Mancini, da Toscana (Itália):

- Talharim ao Sugo com Cubos de Carne
- Bife ao Molho Napolitano
- Peixe ao Molho de Mostarda





https://www.facebook.com/bomsaborcaxambu

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

APAE Caxambu - Primeiro dia da Semana Nacional da Pessoa Com Deficiência

APAE Caxambu
Primeiro dia da Semana Nacional da Pessoa com deficiência



o inicio da semana nacional das pessoas com deficiência. Pariticpação soberana da APAE de Caxambu. Amanhã e quarta no Calçadão mostra de artesanato e trabalhos dos alunos da APAE. 
Às 11hoo no Calçadão apresentação dos projetos do Cras Caxambu

Caminhada para um o futuro que só se faz com a conscientização das diferenças




Compartilhado por 
Sayuki Yamaoka 

domingo, 21 de agosto de 2016

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016 - ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016
PROMESSA É DÍVIDA, NÃO PROGRAMA DE GOVERNO

by José Celestino Teixeira.

O que fazer para mudar o marasmo e o pessimismo que tomaram conta da cidade?

Primeiro saber que Governar não é só Prometer, mas, Cumprir o Prometido.

Enquanto a cidade não se dinamizar economicamente, não tem solução.

Não tem solução, enquanto a Prefeitura for o primeiro Empregador no Município.

Assim permanecendo, os Candidatos estarão sempre às voltas de assegurar empregos e oportunidades de sobrevivência aos eleitores.


Única alternativa ao Desemprego é a Eleição.
Qualquer Candidato, sem exceção, promete emprego (ainda que em "Off") em troca de votos. E nisto, os eventuais candidatos à Reeleição por todo o País levam sempre vantagem junto aos demais.

É certo, que quando o Prefeito se aventura à Reeleição tem em mãos o controle dos Cargos Comissionados (não concursados) e, que cada cargo desses, entre parentes e amigos lhe asseguram, no mínimo quatro ou cinco votos (pai, mãe, irmãos, sogra e sogro).
Numa cidade em que o desemprego é uma realidade, ninguém vai querer perder a boquinha.
Boca boa, que afasta as consequências cruéis do Desemprego.

Um Secretário Municipal recebe em torno de 3,5 Mil Reais Mensais.
Digam-me, onde em Caxambu alguém receberia esta remuneração, senão na Prefeitura?
Assim, a alternância do Poder passa diretamente pela capacidade assegurar empregos.
E na administração pública o acesso ao emprego se garante pelo Concurso Público ou pela Nomeação a Cargos Comissionados dos parentes, amigos e correligionários.
Fora esta regra, não há exceção!
Ainda que, o pretendente ao emprego tenha capacidade, não será contratado se não garantir votos ao Prefeito que pretende ser Eleito ou ao Vereador Apoiador.
Na Administração Pública, nem sempre, a Competência assegura a Nomeação, mas, o QI (Quem Indicou) é que resolve.

Nesse compasso, Nada Vai Mudar!
O Poder Público Municipal, não deveria liderar as atividades de geração de empregos, mas, sim, subsidiar as atividades privadas geradoras de empregos e desenvolvimento.

Já se falou aqui, que a Relação Custo Benefício nos Serviços Públicos Municipais é Péssima.
Paga-se muito e em contrapartida recebe-se pouco, muito pouco.

Caberia então ao Município assegurar condições, para que a iniciativa privada avançasse e, não procurar substituir seu Papel.
Deve o Município através de uma boa administração assegurar Tributos Justos e, não, extorsivos aos Contribuintes.
O Poder Público deve ser visto como “FACILITADOR” e, não, como “COMPLICADOR”!
Não pode ocupar o lugar da atividade privada, sob pena de falência de seus propósitos.

A coisa pública não é mercadoria de negócio!

A Iniciativa Privada busca sempre o "Lucro" e boas oportunidades de negócios , além, da eficiência como ferramenta de Sucesso.
Quanto Custa instalar uma pequena indústria em Caxambu?
Quais são os incentivos fiscais?
O que a cidade tem a oferecer?
Não é o Prefeito que vai resolver todas as questões econômicas que afligem a População, já que esta tem variantes que nem sempre o controle estão ao alcance das mãos do alcaide.

Se não complicar, já tá muito bom!
Não pode nunca, o Município dar o que não tem, nem oferecer o que não lhe compete.
Não há milagre a se fazer, mas, trabalho realizar sem interesses pessoais.

O Equilíbrio da Balança Financeira é Fundamental: Não se Gasta mais, que a Capacidade de Arrecadação.
A Maquina Administrativa de Caxambu, além de cara é ineficiente, não produz resultado satisfatorio.
Até o Momento temos assistido um discurso de Mudança, sem, contudo, apresentarem os Sete Candidatos a ferramenta desta Mudança.

Não basta falar!
Tem que apresentar aos eleitores as soluções viáveis dos nossos problemas.
Contudo e infelizmente, nenhum deles ainda trouxe a público os respectivos Programas de Governo.
Enquanto, contraditoriamente, o atual administrador promete Continuidade do Progresso.

E já teve gente indagando: Qual Progresso?
Os demais Candidatos, não se dignaram a apresentar a Forma Ideal, para que a propalada Mudança se opere entre nós.
A Propaganda Política impactada, pela Nova Legislação Eleitoral que impõem Novos Padrões de Comportamento jogou por terra os recursos mirabolantes de antes.

Todos estão sem saber por onde começar.
Vê-se que até agora, a Propaganda se restringe a apresentar Santinhos, onde se distribuem sorrisos e promessas.
A Velha Política calcada nas carreatas e nos incômodos Trios Elétricos, felizmente Acabou.

Além disso pegar criança no colo, abraçar Anão e dar beijinhos em Pobre, não Cola mais.
Já sentimos um Silêncio Abismal entre todos Políticos e os Eleitores, em todo Território Nacional.
Interessante que o povo saturado das promessas vãs, já não participa da Propaganda Eleitoral com interesse.
Pelo contrário foge dela.

O abismo entre Candidatos e Eleitores é pura Realidade.
Ouve-se por Educação!
E, ao que parece a Internet é o único espaço permitido aos Candidatos para se aproximar do Eleitor.
Mas, ela da forma em que estão sendo feitas as abordagens, certamente não vai garantir Votos a Ninguém ( 60% dos eleitores não frequentam redes sociais).
Mera Ilusão!

As rádios locais, sempre se mantiveram ausentes dos interesses da 
comunidade, senão mantendo uma programação pobre em cultura e informação.
Cada uma delas tem um Dono.
E ambas se limitam em puro entretenimento, sem nenhum comprometimento com o papel de informação tão peculiar do Rádio, como meio e instrumento de informação e divulgação da vida comunitária.

O ciúme é Geral, ninguém põem a boca no microfone, senão os que não oferecem ofuscamento.
Não imaginem os Candidatos, que o Eleitor vá perder tempo em ouvir só promessas, quando todos carecem de Soluções.

A Propaganda Eleitoral da forma que aí está é a consagração da ineficiência, não convence a ninguém a menos que traga no discurso uma promessa de emprego.
No andamento da carruagem, nada de concreto vai Mudar!

O Eleitor cansado de tanta promessa saturado de tantas decepções, já não mais acredita na Política, como solução de seus Anseios.
A Esperança, não se constrói com Promessa, mas, com certeza e convicção de capacidade de mudança.
Para tanto é preciso divulgar projetos e ferramentas.
Abrir a discussão sobre temas fundamentais e, não tirar da Cartola o Coelho da Eterna Salvação.

Governar não é fazer mágica, mas, realizar o progresso que não se concretiza por meras Promessas.
A Realidade que vivemos é Lição pra muita Gente: Discurso Não Muda a Realidade.

De tudo nos restou, uma única Certeza: A Nova Lei Eleitoral nos trouxe Paz, quanto a Barulheira e a Sujeira dos abomináveis Trios Elétricos e a poluição visual de pôsteres, santinhos e outdoors que, além de caros impunham uma desigualdade flagrante entre os competidores.
Que nenhum deles pense em gastar agora, para recuperar depois.
A Operação Lava-Jato está aí operando uma transformação fundamental no Cenário Político Nacional.

Ao que parece voltamos ao tempo do boca a boca.
O Candidato tem que convencer o Eleitor no Cara a Cara, no boca a boca.
Mas, tem muito Eleitor não querendo ver a Cara, de nenhum Político.
A Formula Mágica Faliu!

Não há Trio Elétrico nem Show Pirotécnico que recupere a antiga Formula de se Fazer Política.
Se a pessoa jurídica, hoje, não pode investir na propaganda Política e, nem no apoio financeiro aos candidatos, não vejo pessoa física disposta a doar um percentual do seu curtíssimo salário, em benefício de nenhum candidato por mais bonitinho que ele seja.

Convenhamos, que este Distanciamento entre Candidatos e Eleitores tem um único culpado: os próprios Políticos.
Uma Classe, que nos últimos tempos governou pra si mesma, em busca de ganhos econômicos pessoais e garantia do enriquecimento familiar.

Quem quiser voto tem que vir buscá-lo junto ao Eleitor (no Cara a Cara, no boca a boca), já não vale comprar!
Antes Isto!


José Celestino Teixeira Teixeira

Militares realizaram neste mês a Operação de Fiscalização de Extração Mineral, que aconteceu em várias cidades da região

Militares realizaram neste mês a Operação de Fiscalização de Extração Mineral, que aconteceu em várias cidades da região



A Polícia Militar promoveu entre os dias 10 e 16 de agosto a Operação de Fiscalização de Extração Mineral, que aconteceu em várias cidades da região onde há ao todo 74 empreendimentos.

As cidades onde a operação aconteceu foram Baependi, Careaçu, Caxambu, Cordislândia, Itajubá, Piranguinho, Pouso Alegre, Santa Rita do Sapucaí, São José do Alegre, São Lourenço, São Sebastião da Bela Vista, São Gonçalo do Sapucaí, Silvianópolis e Soledade de Minas.

Das 14 cidades onde a operação foi realizada, duas delas (uma em São Gonçalo do Sapucaí e outra em Baependi) foram proibidas de promover a extração, por apresentar irregularidades.

Fonte: O Melhor do Sul de Minas