Palace Hotel - Caxambu

sábado, 31 de dezembro de 2016

Feliz 2017!!!


Posse dos Vereadores, Prefeito e, Vice-Prefeito de Caxambu

Acompanhe a transmissão da Sessão Solene de Posse dos Vereadores, Prefeito e, Vice-Prefeito de Caxambu, pela Rádio Comunitária - 104.9 Caxambu FM



Acompanhe a transmissão da Sessão Solene de Posse dos Vereadores, Prefeito e, Vice-Prefeito de Caxambu, pela Rádio Comunitária - 104.9 Caxambu FM, no dia 01/01/2017, a partir das 18hrs
.
A emissora com tal atitude atende ao interesse de toda a comunidade, exercendo sua função de prestadora de Serviço de Utilidade Pública.
Assim sendo, os caxambuenses agradecem à:
Andréa Pereira Nogueira - Diretora Geral
Diego Ramon - Diretor de Programação
Jorge Fernandes - Locutor.
José Luiz, apresentador.


Compartilhado por

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Fontes passam por obras no Parque das Águas de Cambuquira, MG

Do G1 Sul de Minas
Fontes passam por obras no Parque das Águas de Cambuquira, MG
Segundo prefeitura da cidade, encanamento está sendo substituído.
Parte da água das fontes estava sendo desperdiçada.



As fontes da água mineral que ficam no Parque das Águas de Cambuquira (MG) estão passando por obras de manutenção. Segundo a prefeitura da cidade, os canos que levam a água até a fonte estão sendo substituídos por outros de melhor qualidade. Como o encanamento era antigo, parte da água das fontes estava sendo desperdiçada e não estava chegando à superfície.

Para realizar a obra, a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) chegou a fazer uma audiência pública na cidade para explicar a intervenção que precisava ser feita. Técnicos tiveram que escavar a fonte para identificar o problema. Segundo o prefeito do município, a previsão é de que as obras estejam prontas até dezembro.

"Essa obra foi muito solicitada. Embora o parque venha passando por várias obras, essa é uma das mais importantes. Nós solicitamos que a obra fosse feita primeiro na fonte sulfurosa, que está mais grave e só depois passar para a magnesiana. Serão colocados tubos de inox que terão mais durabilidade e onde os resíduos não param. Essa água que está sendo pedida hoje, não será mais e a água voltará a jorrar", disse o prefeito da cidade, Evanderson Xavier.

Apesar das obras, a visitação no Parque das Águas de Cambuquira continua aberta. O horário de visitação é das 7h às 18h. Os visitantes pagam R$ 2 para entrar e R$ 0,25 por garrafa de água. Além das fontes sulfurosa e magnesiana, o parque das águas possui as fontes gasosa, ferruginosa e roxo rodrigues





PROGRAMAÇÃO RÉVEILLON 2017 - 1ª VIRADA CULTURAL DE RÉVEILLON

PROGRAMAÇÃO RÉVEILLON 2017

1ª VIRADA CULTURAL DE RÉVEILLON
DE 29 A 31 DE DEZEMBRO EM CAXAMBU




DIA 29/12
HORÁRIO/ATRAÇÃO:
13H- CONCENTRAÇÃO DE GRUPOS FOLCLÓRICOS NA PRAÇA 16 DE SETEMBRO SEGUINDO UMA CAMINHADA PELAS RUAS DA CIDADE COM A BATERIA DA ESCOLA DE SAMBA PORTELA DE CAXAMBU FINALIZANDO NO CALÇADÃO;
15H- GRUPO CONGADA;
16H- VERBO AOS CONTOS
17H- BOMMERANGS;
18H- D.O.P.
19H- GABRIEL SALEM
20H- JÚ FERNANDES
21H- BANDA COYOTES
22H- DK 53
23H- JACÓ
DIA 30/12 HORÁRIO/ATRAÇÃO
15H- FOLIA DE REIS
16H- GRUPO DE DANÇA SWING DAS GERAIS
17H- BANDA VERSÃO ALEATÓRIA
18H- QUARTETO DO SAMBA
19H- JÚ FERNANDES
20H- NIVEA MAGNO
22H- BANDA COYOTES
00H- BANDA LITTLE BOX
DIA 31/12 HORÁRIO/ATRAÇÃO
15H- ZELITTO ALVES
16H- AN E TAMIRA
17H- GRUPO SATISFAÇÃO
18H- BRENO VICTOR
19H- BANDA REGIONAL DO COLIBRI
21H- QUARTETO CIFRAS NO VARAL
23H- BANDA ZOTTO
*A PROGRAMAÇÃO PODERÁ SOFRER ALTERAÇÕES.



Fonte:  Requinte Eventos

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Barra Mansa - Movimento na rodoviária é menor em relação ao ano passado

Movimento na rodoviária é menor em relação ao ano passado
Crise financeira prejudicou a venda de passagens; Rio de Janeiro e Angra dos Reis estão entre os destinos mais procurados

BARRA MANSA

Com as festividades de fim de ano, o movimento na rodoviária costuma ficar intenso. Mas este ano, as empresas de ônibus foram pegas de surpresa com a queda na procura por viagens durante esse período. Grande parte das pessoas prefere passar o réveillon na praia, mas mesmo nesses casos o movimento sofreu uma queda em relação a 2015. Alguns funcionários acreditam que o fluxo deve ser um pouco maior hoje, outros, já dizem estar desacreditados.

Josemar Arimathéa trabalha há 18 anos em uma empresa que faz a linha para Minas Gerais. Ele contou que nunca tinha visto uma movimentação tão fraca no fim de ano como agora. “Estamos assustados. É a primeira vez que o movimento fica baixo assim, caiu muito em relação ao ano passado. Acho que não aumenta mais a procura”, disse o funcionário. Para ele, o motivo da queda é a crise financeira que tomou proporções ainda maiores em 2016. Segundo Josemar, no feriado de Natal também foram feitas poucas viagens. “Antes, colocávamos seis ou oito ônibus extras”, acrescentou, informando que os destinos mais procurados são Além Paraíba e Carangola.

Já os guichês de empresas que fazem a linha Rio de Janeiro e Angra dos Reis estavam com pequenas filas na manhã de ontem. Funcionário de uma das viações, Nalto Teixeira reforçou a queda no movimento em comparação aos feriados do ano passado. Para ele, a crise também é a maior vilã. No entanto, Teixeira acredita que as vendas devem aumentar hoje e ônibus extras devem ser compor a frota com novos horários. Segundo ele, além do Rio, as cidades de Cruzeiro e Caxambu – no Sul de Minas Gerais – também estão entre os destinos mais procurados para a virada de ano. “Como o feriado será no final de semana, as pessoas que trabalham devem deixar para última hora”, lembrou.

De férias da faculdade, a universitária Luana Pinto Nogueira já estava de malas prontas para curtir o réveillon na Barra da Tijuca. “Eu não abro mão de viajar nessa época porque em Barra Mansa não tem nada para se fazer”, disse. Luana vai para casa de uma amiga e pretende voltar apenas depois do dia 2 de janeiro para não enfrentar muito movimento na rodoviária do Rio.

Já a aposentada Matilde Bastos da Silva, de 65 anos, estava comprando passagens para o filho e a nora. “Os dois trabalham no comércio e só podem viajar no sábado. Então vim enfrentar fila por eles”, brincou.

Fonte: A Voz da Cidade

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Reveillon cultural Caxambu - Virada Cultural .

Réveillon Cultural Caxambu 2016
Virada Cultural 


Gostaria de agradecer a todos os comerciantes e amigos que apoiam esse evento e que permitiu que ele acontecesse, pois a prefeitura não tinha e não tem verba para realizar esse evento. Mesmo com o orçamento minimo, pois todos os artistas estão participando de forma voluntária:  a estrutura os comerciantes amigos de Caxambu é que patrocinaram. Cada um com o valor que era possível, e o empenho do Prefeito Carlos Alberto (Beto da Nazira) por acreditar nesse projeto e se empenhar para que ele acontecesse.
 A cidade toda já comenta que o que o Beto fez em 3 meses as últimas 2 administrações não fizeram em 8 anos. Seu compromisso com a cidade e com os trabalhadores é Notório. 

Participe !!! Hoje a festa é sua ! Hoje a festa é nossa, e feliz ano novo a todos.

 Zelitto Alves 

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

sábado, 24 de dezembro de 2016

Natal 2016

Natal Feliz Natal



No nosso querido Brasil
na Terra de Santa Cruz
comemoraremos o Natal,
e o nascimento do menino Jesus
 - Será a festa mais linda!

Lembraremos com amor no coração,
a família bonita de Jesus, Maria e José,
causadora de tudo, no mais perfeito ambiente,
sem luxo nem ostentação,
trazendo amor e ternura a nossos corações.

Nos uniremos a eles através das orações
Faremos uma corrente de paz e respeito,
e amor, para dias melhores que virão
sem ódio, violência, rancor,
só amor!

Amor para darmos as mãos
e sentir o calor humano como Deus nos criou...!

Bendito seja Deus,
Queremos bênçãos em nossos lares,
entre nossos familiares
e em nosso Brasil.
Principalmente a nossas criancinhas e jovens,
Para que tenham uma vida melhor.
Um feliz Natal para todos
Tudo na paz do Senhor
Louvado seja Deus

Realina Barbosa Ferreira de Araújo

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

PROGRAMAÇÃO RÉVEILLON 2017 - 1ª VIRADA CULTURAL DE RÉVEILLON

PROGRAMAÇÃO RÉVEILLON 2017

1ª VIRADA CULTURAL DE RÉVEILLON
DE 29 A 31 DE DEZEMBRO EM CAXAMBU




DIA 29/12
HORÁRIO/ATRAÇÃO:
13H- CONCENTRAÇÃO DE GRUPOS FOLCLÓRICOS NA PRAÇA 16 DE SETEMBRO SEGUINDO UMA CAMINHADA PELAS RUAS DA CIDADE COM A BATERIA DA ESCOLA DE SAMBA PORTELA DE CAXAMBU FINALIZANDO NO CALÇADÃO;
15H- GRUPO CONGADA;
16H- VERBO AOS CONTOS
17H- BOMMERANGS;
18H- D.O.P.
19H- GABRIEL SALEM
20H- JÚ FERNANDES
21H- BANDA COYOTES
22H- DK 53
23H- JACÓ
DIA 30/12 HORÁRIO/ATRAÇÃO
15H- FOLIA DE REIS
16H- GRUPO DE DANÇA SWING DAS GERAIS
17H- BANDA VERSÃO ALEATÓRIA
18H- QUARTETO DO SAMBA
19H- JÚ FERNANDES
20H- NIVEA MAGNO
22H- BANDA COYOTES
00H- BANDA LITTLE BOX
DIA 31/12 HORÁRIO/ATRAÇÃO
15H- ZELITTO ALVES
16H- AN E TAMIRA
17H- GRUPO SATISFAÇÃO
18H- BRENO VICTOR
19H- BANDA REGIONAL DO COLIBRI
21H- QUARTETO CIFRAS NO VARAL
23H- BANDA ZOTTO
*A PROGRAMAÇÃO PODERÁ SOFRER ALTERAÇÕES.



Fonte:  Requinte Eventos

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

O novo teleférico de Caxambu será inaugurado nesta sexta-feira - Ingresso beneficente: 2kg de alimentos não perecíveis

O novo teleférico de Caxambu será inaugurado nesta sexta-feira
Ingresso beneficente: 2kg de alimentos não perecíveis


O novo teleférico de Caxambu será inaugurado nesta 6a.feira, dia 23/12, às 9h. O ingresso beneficente será 2kg de alimento não perecível. Contamos com a presença de todos!

https://www.facebook.com/teleferico.caxambu

Compartilhado por 
Monica Schieck 

GF SUPERMERCADOS COM A AGRICULTURA FAMILIAR - Por Dr Mauricio Gadbem

GF SUPERMERCADOS COM A AGRICULTURA FAMILIAR
Por Dr Mauricio Gadbem



Na tarde do dia (20/12), a Associação dos Agricultores Familiares do São Bentinho deu aquele que deve ter sido seu maior passo neste 2016. Em reunião para lá de produtiva com a direção do GF Supermercados, começaram as tratativas para viabilizar a oferta de produtos da Agricultura Familiar tricordiana nas lojas da rede GF. E as boas novas não pararam aí.

Nosso encontro com os gestores da rede GF veio no momento em que a empresa se dedica a um grande projeto de produção orgânica e biodinâmica de alimentação vegetal. A partir do nosso contato, ontem, o GF se dispôs a estudar formas de viabilizar o direcionamento para a Agricultura Familiar tricordiana do desenvolvimento técnico já mantido em curso. Assim, para além da relação comercial, o GF será também parceiro da Associação do São Bentinho no fomento à evolução biotécnica da produção agrícola familiar tricordiana.

“Quando a gente deseja algo com muita força, o universo conspira em nosso favor”, comentou o Sr. Gustavo Gorgulho, (rede GF), resumindo o profícuo encontro das necessidades da Agricultura Familiar tricordiana com os planos estratégicos da rede GF para alimentos vegetais orgânicos.

Nos próximos dias, a associação do São Bentinho apresentará os dados de sua capacidade produtiva ao GF Supermercados, para que principie a formulação da cesta de produtos que virá a ser comercializada nas lojas da rede. Nas primeiras semanas de janeiro, a direção da rede visitará a comunidade do São Bentinho, para estreitar relações e principiar a arquitetura dos planos de médio e longo prazo.

Diálogo + sinergia = sociedade organizada e desenvolvimento social.

Vem você também com a gente!

JUNTOS PODEMOS +



quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Vereador eleito quer descobrir o paradeiro das cadeiras do centro de convenções de Caxambu

Vereador eleito quer descobrir o paradeiro das cadeiras do centro de convenções de Caxambu




O INÍCIO DOS TRABALHOS
PODEMOS INTITULAR COMO “A PONTA DO ICEBERG”
Chegou ao conhecimento deste vereador eleito e diplomado, porém, ainda não empossado, que a Cerimônia de Posse do Prefeito eleito, Diogo Curi, "não poderia ser realizada no Centro de Convenções, UMA VEZ QUE AS CADEIRAS, PATRIMÔNIO DO MUNICÍPIO DE CAXAMBU, QUE ALI DEVERIAM ESTAR NÃO SE SABE AONDE SE ENCONTRAM". Ou seja, simplesmente sumiram.

Assim sendo, este Vereador estará protocolando, no dia 02 de janeiro de 2017, seu primeiro REQUERIMENTO, solicitando informações, NA FORMA DE CERTIDÃO, para que o atual responsável pelo Departamento de Patrimônio, órgão responsável pelo cadastro, registro e, controle dos bens móveis do Município de Caxambu, sobre o seguinte:
1 - Quem eram os responsáveis pelo supramencionado departamento durante a Administração 2013/2016?
2 - Quem eram os responsáveis pelo Centro de Convenções de Caxambu durante a Administração 2013/2016?
3 - Aonde se encontram as cadeiras patrimoniadas como de uso do Centro de Convenções?
4 - Quem autorizou a retirada das cadeiras patrimoniadas como de uso do Centro de Convenções, daquele local?
5 - Para quem foi autorizada a retirada das cadeiras patrimoniadas como de uso do Centro de Convenções, daquele local?
6 - Quem era responsável ou quais eram os responsáveis pela conferencia e recolhimento das cadeiras patrimoniadas como de uso do Centro de Convenções, quando da devolução das mesmas?
Tal solicitação de informações se faz necessária para que se possam apurar responsabilidades.


Compartilhado por Mario Alves 

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Reveillon Cultural - Caxambu 2016

Reveillon Cultural - Caxambu 2016





Compartilhado por Zelitto Alves

Sind - UTE: Nota da CNTE explicativa sobre a PEC 287/2016

Sind - UTE:
Nota da CNTE explicativa sobre a PEC 287/2016

A Reforma da Previdência do Governo Golpista e Ilegítimo é um insulto aos professores, trabalhadores e à sociedade em geral! Não à PEC 287/2016.

banner nota publica pq



A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE vem a público manifestar o seu repúdio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 287/2016, protocolada em 06 de dezembro de 2016, na Câmara dos Deputados, a qual se presta tão somente à retirada de direitos da parcela menos abastada da população, que são os milhões de trabalhadores brasileiros, de todos os setores e ramos de atividade econômica. Com enfatizou o presidente da CUT, Vagner Freitas, “o governo não quer que o trabalhador se aposente”.



No caso do magistério da educação básica, a PEC suprime o direito à aposentadoria especial dos atuais professores e professoras abaixo da idade de corte de 50 anos (homem) e 45 anos (mulher), bem como para os futuros profissionais que ingressarem na carreira.



Se não bastasse todo o ardil feito de forma absolutamente açodada e intempestiva pelo governo ilegítimo a respeito da malfadada PEC 241/2016 (hoje tramitando no Senado Federal como PEC 55/2016), agora, na calada da noite, os golpistas apresentam uma proposta de Reforma da Previdência (PEC 287/2016) com as mesmas características restritivas de direitos.



O arremedo de reforma condicionado exclusivamente aos ditames do capital, se aprovado, significará o maior ataque aos direitos sociais emanados da Constituição de 1988 e, para os/as professores/as da educação básica, um verdadeiro achaque! O que dizer, afinal, dos milhões de profissionais do magistério que fizeram dessa profissão sua vocação e, de uma hora para outra, um governo ilegítimo e entreguista vem e altera as regras pactuadas à época do seu ingresso na carreira, relativas ao direito à aposentadoria? É disso que se trata. Um ataque frontal aos direitos conquistados dos trabalhadores brasileiros e, em maior grau, aos professores, porque rompe com o regime especial de aposentadoria a que têm direito, não por privilégio, mas por compensação ao exercício de uma atividade penosa e sistematicamente precarizada ao longo de décadas.



Essa Nota aborda os principais pontos da PEC 287/16, sem o objetivo de esgotar seu aprofundamento.



Em primeiro lugar, cabe lembrar que essa proposta de Reforma da Previdência, ao contrário de outras do passado, atinge de forma indiscriminada os segurados do setor público e da iniciativa privada. Os únicos não afetados serão aqueles que à época da promulgação da Emenda já tiverem o direito líquido e certo para se aposentar, ou os que já estiverem aposentados, além dos militares.

1. Fim da aposentadoria especial do magistério – conforme destacado, os atuais profissionais do magistério com menos de 50 anos (homem) e 45 anos (mulher), e os futuros professores concursados da rede pública, e também os professores da rede privada, perdem o direito à aposentadoria especial.
2. Aumento da idade mínima da aposentadoria e do tempo de contribuição - para todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil, a partir da aprovação da reforma, a idade mínima passa a ser de 65 anos de idade e 49 anos de contribuição, inclusive para professores com menos de 50 anos de idade, no caso dos homens, e 45 anos no caso das mulheres. Isso significa que, para gozar de uma aposentadoria no valor do teto do INSS, todos(as) precisariam ter começado a contribuir com a Previdência aos 16 anos de idade sem que, nesse período, tenha havido uma única interrupção na contribuição, conforme explicitado no quadro abaixo:


O tempo de contribuição para alcançar 100% da aposentadoria
Início da contribuiçãoIdade para aposentar
16 anos de idade65 anos
17 anos de idade66 anos
18 anos de idade67 anos
19 anos de idade68 anos
20 anos de idade69 anos
21 anos de idade70 anos
22 anos de idade71 anos
23 anos de idade72 anos
24 anos de idade73 anos
25 anos de idade74 anos
26 anos de idade75 anos


3. Equiparação entre homens e mulheres e trabalhadores urbanos e trabalhadores rurais - a mais radical proposta de reforma da previdência apresentada desde a Constituição de 1988 joga por terra o preceito originário da política de proteção social, anterior mesmo a atual Carta Magna, bem como o princípio da igualdade que assegura que pessoas em situações diferentes devem ser tratadas de forma diferente, na medida de suas necessidades. Ora, a situação da mulher trabalhadora brasileira evoluiu nos últimos anos, mas não a ponto de pôr fim às jornadas duplas e até triplas de trabalho. O mesmo se pode falar dos/as trabalhadores/as rurais, que sofrem extenuantes jornadas de trabalho, de sol a sol, em situações de extrema dificuldade.

4. Aumento da idade para aposentadoria compulsória – para os servidores públicos da União, DF, Estados e Municípios, a idade para a aposentadoria compulsória sobe de 70 para 75 anos, seguindo a trajetória da “PEC da bengala” aprovada de forma oportunista para permitir que ministros do Supremo Tribunal Federal pudessem estender suas permanências na Corte.
5. Fixação do teto remuneratório no patamar estabelecido pelo Regime Geral da Previdência Social (RGPS) - O limite máximo do valor da aposentadoria passa a ser o teto do RGPS/INSS, que hoje é de R$ 5.189,92. Para alcançar esse valor em sua totalidade, só combinando o tempo de contribuição mínimo de 25 anos, que dará direito a proventos mínimos (piso), até alcançar 49 anos de contribuição, mesmo que já tenha atingido os 65 anos de idade. Ou seja: sem a contribuição de 49 anos ininterruptos, os trabalhadores do setor privado ou o servidor público, inclusive professores e professoras, não terão direito ao teto dos proventos previdenciários. Mas tal como caminha o projeto do golpe, o próprio concurso público deverá ser extinto, dando lugar à contratação de profissionais da educação para as “redes públicas” através de Organizações Sociais privadas.
6. Cálculo do valor da aposentadoria – conforme destacado acima, quem cumpre os prazos mínimos (65 anos de idade e 25 anos de contribuição) não irá receber 100% do teto remuneratório da Previdência, mas apenas 76% daquele valor. Para chegar ao teto será preciso contribuir por mais tempo com a Previdência: para cada ano de trabalho adicionado aos 25 anos de contribuição mínima, será acrescido 1 ponto percentual nos proventos/remuneração. Por exemplo, se contribuiu 30 anos com a Previdência (5 anos a mais que o mínimo), adicionar-se-á 5 pontos percentuais nos proventos/remuneração, chegando o mesmo a 81% do valor do teto (76% + 5%). Para ganhar os 100%, será preciso contribuir por 49 anos.
7. Fim da paridade e da integralidade – os servidores públicos que não adquiriram o direito à paridade e à integralidade, não farão mais jus a essa possibilidade, inclusive os que ingressaram no serviço público antes de 2003, ou que não tenham sido alcançados pela Emenda Constitucional 41. A referência para as aposentadorias do setor público, a partir de agora, será o teto do INSS e a política de reajuste desse benefício.
8. Regras de transição – os trabalhadores homens com 50 anos ou mais, e as mulheres com 45 anos ou mais, na data da promulgação da Emenda, estarão submetidos a um pedágio de transição que prevê o acréscimo de 50% no tempo que falta para a aposentadoria. Ou seja, o/a trabalhador/a que resta cumprir 2 anos para a aposentadoria na data da promulgação da Emenda terá que trabalhar 1 ano adicional (2 anos + 1 ano de pedágio).
a. Professor/a: tanto o profissional do magistério da rede pública quanto da privada, atendidos os requisitos da idade para regra de transição, terão que alcançar os atuais tempos de contribuição para a aposentadoria especial (30 anos para o homem e 25 anos para a mulher), acrescidos de 50% de pedágio sobre o tempo que resta para se aposentar. Exemplo: uma professora da rede pública com 45 anos de idade e 19 anos de contribuição, pela atual regra, iria se aposentar aos 51 anos de idade e 25 anos de contribuição. Porém, pela regra da PEC 287, terá que trabalhar mais 9 anos (6 anos restantes de contribuição + 50% de pedágio = 3 anos). Assim, essa professora se aposentará aos 54 anos de idade e com 28 anos de contribuição.
9. Vedação de acúmulo de aposentadorias e de aposentadoria com pensões – a proposta de Reforma da Previdência proíbe o acúmulo de mais de uma aposentadoria, exceto para os casos já previstos em lei (áreas de educação e saúde), bem como veda o acúmulo de aposentadoria com qualquer tipo de pensão, podendo o beneficiário, nesse caso, escolher o de maior valor. Isso vale, inclusive, para as pensões de morte, que agora serão limitadas a 50% do valor do salário do ente falecido, podendo ser acrescido de 10% por dependente, até o limite de 100%.


O que se percebe com essa proposta de Reforma da Previdência é o mesmo que se vê em todas as áreas desse governo ilegítimo: falta de compromisso com os trabalhadores e total afinidade com o setor financeiro rentista e credor da dívida pública.



Não tenhamos dúvida que além do arrocho no servidor para pagar os juros da dívida, esse projeto visa, claramente, fortalecer os grandes grupos de pensão, estimulando a previdência complementar privada no Brasil. 



Não podemos tolerar mais esse ataque aos nossos direitos!!! Só com muita mobilização poderemos derrotar esse governo golpista e suas propostas que atacam diuturnamente o direito adquirido dos trabalhadores brasileiros!!



Abaixo a PEC 287/2016!!!!



Nenhum direito a menos!!!!



Fonte: 
Sind - UTE Caxambu e Região